Connect with us

Resumo da semana

Coluna Autos Giros 06 – Novo Honda Civic Type R acelera conforto, potência e esportividade

Published

on

O novo Honda Civic Type R estreia no Brasil como o mais rápido dos Civic Type R já produzidos. O modelo, que pertence à 11ª geração do Civic, consagrou-se como o carro de tração dianteira mais rápido do mundo, após recorde de tempo de volta em Nürburgring.

O motor 2.0 DI DOHC VTEC Turbo do Civic Type R 2023 adota um novo turbocompressor, com consequente aumento de potência e torque. São quatro cilindros em linha, 16 V, com duplo comando de válvulas no cabeçote gerando 297 cv e 42,8 kgfm de torque.

Quatro modos de condução permitem selecionar e/ou personalizar parâmetros como resposta do acelerador, rigidez da suspensão e da assistência de direção. A extensa lista de equipamentos priorizando segurança, conforto e conectividade, com destaque especial para o Honda SENSING e o myHonda Connect.

Outro grande diferencial é a transmissão manual de seis marchas, com recursos projetados exclusivamente para o novo Civic Type R, que melhoram significativamente a suavidade e precisão dos engates.

Leia mais…

BYD lança sport coupé elétrico Seal

Fotos: Divulgação

A BYD apresentou ao mercado brasileiro o novo sport coupé Seal, um veículo 100% elétrico, com alto desempenho, tecnologia de ponta e muitas inovações. O Seal chega com um preço especial de lançamento que vai surpreender o consumidor brasileiro: R$ 296.800,00.

O BYD Seal segue o conceito Ocean Aesthetics, design que resulta em um visual dinâmico, elegante e facilmente reconhecível, e traz a tecnologia Cell-to-Body (CTB), permitindo que a bateria seja realmente parte da estrutura da carroceria, trazendo mais rigidez e segurança.

O novo sport coupé traz um powertrain elétrico com dois motores superpotentes, que somam 531 cv, levando apenas 3,8s para atingir os 100km/h. A potência máxima de recarga chega a 150 kW, de 30% a 80% em apenas 30 minutos, garantindo quase 300 km de autonomia.

Leia mais…

Quem quer um carro com placa preta?

Foto: Adair Santos/Divulgação
Foto: Adair Santos/Divulgação

Charmosa e estilosa, a Placa Preta é bastante desejada entre os colecionadores de veículos antigos. Além de conferir a originalidade, também valoriza o modelo no momento de uma eventual revenda. Para consegui-la, é necessário que o veículo tenha sido fabricado há 30 anos ou mais e atinja um mínimo de 80 pontos na vistoria de originalidade.

“O primeiro passo é filiar-se a um clube, que é o responsável por informar anualmente à Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) sobre os Certificados de Veículo de Coleção (CVCOL) expedidos”, explica Diogo Boos, presidente da Associação Brasileira de Colecionadores de Veículos Antigos (TopClassic).

Estão aptos todos os automóveis, motos, ônibus e caminhões que sigam os critérios estabelecidos. Depois de obtida, a Placa Preta tem validade de 5 anos, renovável.

Leia mais…

Mercado gaúcho

Agosto foi o melhor mês de 2023 para o setor automotivo gaúcho. Segundo dados do Sincodiv/Fenabrave-RS, um total de 15.219 veículos – incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários – foram comercializados em agosto, marcando um salto em relação ao mês anterior, quando 14.009 unidades foram vendidas. Esse aumento representa um sólido crescimento de 8,64%. (Leia mais…)

SEST/SENAT em Livramento                                      

Santana do Livramento (RS) recebeu uma nova unidade do SEST SENAT (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte). A nova estrutura vai oferecer serviços como: simulador de direção de caminhão, carreta e ônibus — tecnologia de ponta utilizada no aperfeiçoamento de motoristas profissionais, com foco na prevenção de acidentes e na condução eficiente e econômica; psicologia, nutrição, odontologia e fisioterapia. (Leia mais…)

Três anos de Meteor no Brasil

Em setembro de 2020, a Volkswagen Caminhões e Ônibus surpreendeu o mundo com o lançamento do VW Meteor, que chegou para revolucionar o transporte de cargas no país e fazer história como o maior caminhão Volkswagen do mundo. Vindo nas versões 28.460 6×2 e 29.520 6×4, os gigantes rapidamente conquistaram o seu lugar no mercado. Três anos depois, o veículo superpesado da VWCO acumula 10 mil unidades produzidas no país. (Leia mais…)


Esta coluna foi publicada nos jornais A Notícia, de Cachoeira do Sul (RS), Cidade, de Uruguaiana (RS) e Folha do Sul, de Bagé (RS) .

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Leia também