Connect with us

Rosangela Groff

Bugatti W16 Mistral é combinação de aventura, elegância e intensidade

Published

on

O último modelo de estrada da Bugatti traz o icônico motor W16. Uma obra-prima para celebrar o design e a engenharia no seu melhor momento. O Mistral é o vento único que anuncia as novas estações no Sul da França, despertando prazer e admiração em todos que o experimentam.

O roadster W16 Mistral incorpora esse sentimento e o espírito da marca e propõe liberdade, elegância e velocidade com a incrível potência da motorização W16. E a intimação da montadora é que cada motorista tenha a chance de saborear esta emoção singular.

Potência atravessa limites que leva à experiência única

Para a Bugatti, não há nada que limite as intenções do Mistral. É uma experiência sem fronteiras, com a intensidade inigualável da potência desta máquina. E são apenas 99 unidades produzidas, para que nunca mais sejam replicadas, segundo a fabricante. E ela afirma que uma coisa é certa: você está testemunhando a história automotiva sendo feita.

Lanternas traseiras melhoram resfriamento do motor

O design é uma explosão de poder, em linhas arrojadas, que prendem a atenção de qualquer um nos mínimos detalhes. E as formas têm mais objetivos do que construir a beleza estonteante deste carro. As lanternas traseiras de LED em forma de X não são apenas para exibição. Impressionante, mas funcional, esse recurso melhora o circuito de resfriamento do potente W16.

Projetado com a aventura em mente, o Mistral presta uma homenagem ao glamuroso Type 57 Grand Raid Usine. Curvas tentadoras combinadas organicamente com art déco, um estilo clássico arquitetônico, o carro incorpora um visual sofisticado, que convida o condutor a descobrir muito mais sobre a personalidade do veículo.

Detalhes em preto e amarelo enfatizam princípios estéticos

A Bugatti sempre perseguiu o puro prazer de dirigir, criando veículos despojados em sua essência, acrescentando um toque de sua própria excentricidade. E continua a aplicar este legado com o W16 Mistral, honrando os detalhes em preto e amarelo vibrante, uma ênfase aos princípios estéticos da marca.

Type 57 Grand Raid Usine inspirou a criação do Mistral

Diante de uma audiência da imprensa automotiva global e entusiasta de carros, o Type 57 Roadster Grand Raid foi apresentado no Salon de l’Automobile de Paris, em 1934. Um dos vários tipos de carroceria usados ​​para o lendário Type 57, o Grand Raid foi projetado especificamente para competição, com a citação para descrever um rali longo e árduo em francês.

Foram construídos apenas dez chassis Grand Raid, mas talvez o mais intrigante de todos seja o Usine e sua icônica carroceria, que foi apresentada na França. Este exemplo tinha um corpo de alumínio. O único modelo conhecido por ter sido construído é o chassi número 57222, com acabamento em preto e amarelo, as cores favoritas do fundador da marca, Ettore Bugatti.

“O Type 57 Grand Raid Usine é uma peça excepcional da herança Bugatti em todos os aspectos e que incorpora tudo o que a Bugatti representa no século 21”, disse o presidente Christophe Piochon. “Foi projetado para desempenho, com os mais altos padrões de artesanato e requinte. É um carro esportivo de luxo, a inspiração para os carros modernos da Bugatti”.

História marcada pela inovação em modelos de velocidade

Em 1901, a Bugatti exibiu o primeiro de seus próprios carros em uma exposição internacional em Milão: o Type 2. E ganhou um prêmio do Automóvel Clube Francês. O primeiro carro de corrida projetado pela Bugatti foi construído em 1903. Era movido a corrente, com uma cilindrada de 12,9 litros e um chassi feito de estrutura tubular para circular o refrigerante. De lá para o final do século 20, foram inúmeros modelos lançados a cada ano que impulsionaram a velocidade nos veículos.

Em 1998, a Volkswagen AG adquiriu os direitos da marca Bugatti e apresentou o EB 118, um coupé de duas portas e quatro lugares. O carro esportivo de 18 cilindros, projetado por Giorgetto Giugiaro, um designer italiano, abriu caminho para os modelos subsequentes, como o EB 118. A marca, que pretendia inaugurar uma nova era, lança o EB 18/4, que abre caminho para automóveis muito velozes como o Veyron, Chiron, Divo, La Voiture Nore e Centodieci.

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Leia também