Connect with us

Automóveis

Nas altas temperaturas o carro também merece cuidados especiais

Published

on

Alguns itens dos veículos podem ser prejudicados com essa onda de calor que atinge grande parte do Brasil

A primavera mal começou e o país está enfrentando uma das piores ondas de calor de sua história, na qual as temperaturas vem superando os 40°C em diversos estados brasileiros. O motivo dessa verdadeira ‘sauna’ é uma massa de ar quente e seco que bloqueia a chegada de frentes frias e a formação de nuvens, e nessas altas temperaturas, os carros também precisam de cuidados especiais.

Em dias de calor extremo, é essencial que as manutenções preventivas do veículo estejam em dia, a fim de mantê-lo funcionando perfeitamente nestas condições de temperatura, pois assim é possível garantir a segurança do condutor e dos pedestres no trânsito. Os motores a combustão são projetados para trabalharem em uma ampla faixa de temperatura ambiente e como a maioria deles são projetos globais, geralmente os limites de especificação para o regime de trabalho dos motores gira em torno de -40ºC a 50ºC para a maioria das montadoras (frio extremo ou calor intenso).

Ao utilizar o carro durante as ondas de calor desta magnitude, fenômenos meteorológicos que se caracterizam por aumento anormal das temperaturas em uma determinada região, os motores trabalham muito perto dos seus limites de especificação, ou seja muito perto dos 50ºC, onde é indicado que a manutenção preventiva do veículo esteja em dia a fim de evitar falhas nos sistemas.

Algumas dicas podem ajudar a manter o bom funcionamento do veículo e a segurança de todos:

  • Líquido de arrefecimento: O líquido de arrefecimento é composto por uma mistura de água desmineralizada e fluido refrigerante, e tem a função de controlar a temperatura do motor, evitando o superaquecimento e protegendo o sistema contra a corrosão. O ideal é verificar o nível de líquido de arrefecimento do motor regularmente. No reservatório do líquido de arrefecimento, posicionado na parte superior do motor, há as indicações de nível máximo e mínimo para preenchimento do fluido. As altas temperaturas podem sobrecarregar o sistema de resfriamento do motor, por isso é de extrema importância certificar-se de que o nível de líquido esteja correto e de que não haja vazamentos. Recomenda-se nunca abastecer o reservatório com água da torneira e sem a adição do fluido de arrefecimento, pois isto certamente irá danificar a bomba de água do veículo (selo de vedação), o que posteriormente ocasionará vazamentos na bomba a água e consequentemente aquecimento das partes internas do motor, devido a perda do fluido de arrefecimento. Seguir a recomendação dos fabricantes de motores e de autopeças é uma forma de prevenir problemas, portanto é imprescindível adicionar água desmineralizada e o fluído de arrefecimento na proporção correta, conforme especificado.
     
  • Sistema de refrigeração: Além dos vazamentos ocasionados pela bomba d’água, outra principal causa relacionada a vazamentos nos sistemas de refrigeração é o ressecamento das mangueiras e afrouxamento das presilhas de fixação. Ao perder o fluido de arrefecimento, o sistema também trabalha com deficiência e, portanto, não consegue manter o controle adequado das temperaturas internas do motor. Recomenda-se examinar se o radiador e as mangueiras do sistema de refrigeração estão em boas condições, certificando-se de que não haja vazamentos e que tudo esteja bem apertado.
     
  • Válvula Termostática: Outro ponto também muito importante, é verificar se a válvula termostática está funcionando corretamente. A função principal da válvula termostática é controlar o fluxo do líquido de arrefecimento através do motor. Quando a válvula termostática falha em uma posição fechada, ela não permite que o líquido de arrefecimento flua adequadamente pelo motor, ocasionando, portanto, o aumento da temperatura interna do motor devido a deficiência no sistema de refrigeração.
     
  • Filtro de ar do motor: Sua principal função é filtrar o ar que entra no sistema de admissão do motor, desempenhando várias funções importantes para o funcionamento adequado e a longevidade do motor. Um filtro de ar sujo pode reduzir a eficiência do motor, por isso é importante verificar o filtro de ar do motor e substituí-lo se estiver sujo ou danificado.
     
  • Óleo do motor: Certificar-se de que o óleo do motor esteja no nível correto e em boas condições deve ser feito regularmente, pois quanto mais quente estiver a temperatura, menor será a viscosidade do lubrificante, prejudicando assim sua eficácia.
     
  • Pneus: As altas temperaturas afetam a pressão dos pneus. O mais indicado é verificar a pressão dos pneus pela manhã, e ajustá-la de acordo com as recomendações do fabricante. Pneus com pressão inadequada podem superaquecer, acelerando seu desgaste e, principalmente, colocando a segurança em risco.
     
  • Sistema de freios: As temperaturas elevadas são grandes inimigas dos freios. Ao frear um veículo, há o atrito entre os componentes do sistema de freio, e este atrito por natureza gera calor (aumento de temperatura). Em alguns modelos de discos de freios encontramos furos nas pistas a fim de melhorar a dissipação do calor gerado (discos de freio ventilados), mas a grande maioria dos veículos possuem apenas o disco sólido (sem furos). O calor gerado pelo sistema de freio, aliado ao calor extremo ocasionado pelas elevadas temperaturas do meio ambiente, podem ocasionar danificações dos componentes (exemplo: vitrificação das pastilhas) e perda parcial da função do sistema de frenagem. Verificar o fluido de freio, a estanqueidade do sistema (ausência de vazamentos) além da verificação da vida útil e das superfícies de contato das pastilhas são ações essenciais para garantir que estejam em boas condições de segurança.
     
  • Sistema de ar condicionado: Verificar se o sistema de ar-condicionado do carro está funcionando corretamente é de extrema importância. Se ele não estiver em funcionamento adequado, o indicado é procurar um estabelecimento ou um profissional de confiança, para diagnóstico e reparo. Em dias quentes, um ar-condicionado eficiente é fundamental para o conforto e para a segurança.
     
  • Local de estacionamento: Para quem estaciona o veículo debaixo do sol forte, o indicado é a aplicação de uma espécie de protetor solar de para-brisa, para evitar que os raios UV incidam diretamente no painel, ou então a utilização de um pára-sol ou proteção de painel, para evitar que o interior do carro superaqueça e para proteger os componentes de plástico sensíveis às altas temperaturas.
     
  • Borrachas: Ondulações e ressecamento de borrachas são situações comuns a veículos que sofrem muita exposição ao sol. Com isso, a durabilidade dessas peças pode ser reduzida, pois um limpador de para-brisa com a borracha danificada atrapalha na visibilidade. Por isso, nesses períodos, faça revisões constantes dessas peças, evitando a aplicação de solventes e substâncias agressivas, na tentativa de manter o brilho.
     
  • Bancos: Os bancos ficam muito expostos ao calor. Quando são de tecido, sinais de amarelamento podem surgir. Resíduos de comida, suor e derramamento de bebidas intensificam esse processo. O ideal é limpar os bancos de tecido com frequência, e o uso de aspirador de pó pode facilitar essa higienização. Já os bancos de couro são os que sofrem com o calor excessivo e devem passar por hidratação periódica, por isso o indicado é a utilização de produtos específicos.

A manutenção preventiva ainda é a principal aliada do motorista para manter o carro funcionando bem. Realizar revisões periódicas, em estabelecimentos e profissionais de confiança, e seguir as recomendações do fabricante para garantir a segurança e o desempenho, especialmente em dias de altas temperaturas, ainda são as melhores saídas para não ‘esquentar ainda mais a cabeça’.

Segundo Emerson Salles, Gerente de Engenharia da DPaschoal, pequenos cuidados no dia a dia e a manutenção preventiva ainda são as principais atitudes do motorista para não ter problema com seus carros nos dias de altas temperaturas. “Estamos enfrentando dias de intenso calor e os veículos também sofrem com isso. Pequenos cuidados e verificações, e a manutenção regular são essenciais para manter o automóvel em boas condições em qualquer clima, incluindo dias de altas temperaturas. Quando algo anormal estiver acontecendo, o mais aconselhável é procurar um estabelecimento ou um profissional de confiança para realizar verificações regulares e a manutenção preventiva. Isso ajudará a evitar problemas graves e garantir a segurança no trânsito”, aconselha Salles.

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Leia também