Connect with us

Elétricos e híbridos

GWM celebra Convenção com concessionários e anuncia a formação da ASSOGW

Published

on

 A ASSOGW representa os 28 grupos que compõem a rede de distribuição da GWM e cobrem 100% das cidades brasileiras

A GWM Brasil acaba de concluir as assinaturas da sua Convenção de Marca, que estabelece um marco na história da distribuição de veículos no país, com um formato inovador e mais eficiente – os Centros de Distribuição Regionais (CDs) –, compra 100% online, preço único em todo o Brasil e entrega em casa. Assim, a Autotech brasileira garante mais agilidade e competividade para os concessionários e redução de custo para os clientes.

“Conseguimos celebrar nossa Convenção de Marca em tempo recorde, o que reflete a nossa forma de atuação com uma equipe enxuta e muita agilidade em nossos procedimentos”, comemora José Alberto Gisondi, presidente-executivo da ASSOGW (Associação Brasileira dos Concessionários Great Wall).

Atualmente, a GWM já possui uma ampla rede na maioria das capitais do Brasil, atuando em mais de 50 cidades com 65 lojas autorizadas, sendo 36 em shoppings e 29 concessionárias. E com planos de expandir ainda mais a sua presença no País para 70 pontos de venda até o fim deste ano. A proposta da montadora é reduzir as lojas nos shoppings e, ao mesmo tempo, ampliar a sua rede de concessionárias, proporcionando aos consumidores mais opções e facilidade de acesso aos carros da marca.

Além disso, os primeiros Centros de Distribuição Regionais (CDs) já estão em operação, com previsão de chegar a 37 CDs até o fim de setembro. Esses centros são pontos de estoque dos veículos, próximos às concessionárias da marca, distribuídos por vários estados do Brasil, que permitem o faturamento direto da montadora e pronta-entrega dos seus produtos para o consumidor final. Em vez de ficarem todos no pátio da montadora, os carros permanecem nos CDs até a venda, o que acelera o processo e reduz o tempo de entrega ao cliente.

Alinhado com a abordagem inovadora da empresa, esse sistema, previsto na Lei Ferrari, se traduz em benefícios para os dois lados, com um modelo de varejo inovador que reduz custos de operação e de estrutura para os concessionários, devido aos estoques menores e à rapidez na entrega.

“Ao unir agilidade, competitividade e eficiência, a GWM está revolucionando o processo de venda de veículos no Brasil. E são os consumidores que saem ganhando com essa estratégia, que proporciona pronta-entrega e a confiabilidade de uma marca que oferece preços únicos em qualquer ponto do País, entrega em domicílio e a experiência da compra on-line”, afirmou Alexandre Oliveira, diretor de Vendas e Desenvolvimento de Rede da GWM.

Criação da ASSOGW

Paralelamente à Convenção de Marca, o grupo de concessionários também formou a ASSOGW, Associação Brasileira dos Concessionários Great Wall, com o propósito de ser uma facilitadora em todos os processos entre a rede e a montadora. “Nosso principal foco é manter alinhada a proposta das concessionárias aos objetivos da GWM, tanto na venda como no pós-venda, com a mesma rapidez com que a empresa toma suas decisões e opera no País”, destaca Gisondi.

ASSOCIAÇÃO JÁ FAZ PARTE DA FENABRAVE

A ASSOGW, que já integra a Federação Nacional dos Veículos Automotores (Fenabrave), conta com um quadro enxuto, formado por um presidente (Edgar Valadares de Queiroz), um vice-presidente (Nessim C. Azar) e apenas três membros na diretoria (Cristina Allage Seleme, Bruno Tude e Evandro C. Garms). A entidade faz parte do Projeto Associação Cooperada da Fenabrave, que permite utilizar a estrutura física da federação para as suas operações.

Confira os 28 grupos da GWM, suas áreas de operação e pontos de venda, que cobrem 100% das cidades brasileiras por meio do sistema de entrega em casa:

Norte e Centro-Oeste:
· Bamaq: MS (Campo Grande);
– Canopus: MT (Cuiabá) e TO (Palmas);
· Gima: RO (Porto Velho) e AC (ponto de serviço em Rio Branco);
· Jorlan: DF (Brasília);
· Navesa: GO (Goiânia);
· Revemar: AM (Manaus), PA (Belém), AP (ponto de serviço em Macapá) e RR (ponto de serviço em Boa Vista);

Nordeste:
· ADTSA: PE (Recife);
· Carmais: MA (São Luís);
· Cycosa: AL (Maceió) e SE (Aracaju);
· Morena: BA (Salvador);
· Newland: CE (Fortaleza) e PI (Teresina);
· PG Prime: RN (Natal) e PB (João Pessoa);

Sudeste:
· Alta: SP (São Paulo) (Ipiranga/Av. Dr. Ricardo Jafet);
· Américas: RJ (Rio de Janeiro) (Barra/Av. das Américas);
· Bamaq: MG (Belo Horizonte);
· BDG: MG (Juiz de Fora e Uberlândia);
· Caminho: SP (São José do Rio Preto);
· Carrera: SP (São Paulo e Alphaville) (Pinheiros/Av. Gastão Vidigal e Alphaville);
· Dahruj: SP (São Paulo e Campinas) (Santana/Av. Brás Leme e Campinas);
· Líder: RJ (Niterói) e ES (Vitória);
· Germânica: SP (Sorocaba e Ribeirão Preto);
· Simpar: (Guarulhos e São José dos Campos);
· Toriba: SP (São Paulo, Santo André e Santos) (Av. Radial Leste, Santo André e Santos);

Sul:
· CCV: PR (Curitiba);
· Dimas: SC (Florianópolis e Balneário Camboriú);
· Divesa/Zacarias: PR (Maringá e showroom em Londrina);
· Gala: RS (Pelotas e Ijuí);
· Iesa: RS (Porto Alegre e Caxias do Sul);
· Tozzo: SC (Chapecó e Criciúma);

Liderança de mercado

A GWM bateu em agosto mais um recorde de vendas, com a comercialização de 1.452 unidades do SUV Haval H6. Este é o maior volume mensal de vendas da marca no País desde abril, quando os primeiros veículos desembarcaram por aqui. Com isso, a Autotech brasileira lidera novamente o mercado de carros híbridos.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), no total foram vendidos 7.684 híbridos no mês passado, sendo quase 20% da GWM, com apenas um modelo. “Esta é a prova de que estamos no caminho certo. Queremos nos tornar, junto com o nosso grupo de concessionários, referência em carros eletrificados no Brasil”, enfatiza Oswaldo Ramos, Chief Commercial Officer da GWM.

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Leia também