Connect with us

Premium

Novo Mustang traz 800 cavalos para desafiar os melhores do mundo

Published

on

Inspirado no Mustang GT3 de competição, é o Mustang homologado para as ruas mais rápido de todos os tempos

No fundo de um galpão, atrás de um túnel de vento no centro de desenvolvimento e testes da Ford em Allen Park, Michigan, um grupo de engenheiros se reuniu em 2021, após o expediente, para uma nova missão que parecia um sonho impossível: projetar um Mustang para enfrentar o melhor dos carros esportivos europeus.

Assim nasceu o Mustang GTD 2025, um carro de alta performance de edição limitada, homologado para as ruas e com a alma do Mustang, apresentado pela Ford nos Estados Unidos. O modelo é um “tour de force” tecnológico, inspirado no Mustang GT3 programado para correr em Le Mans no próximo ano. Basta um olhar na carroceria larga esculpida em fibra de carbono e na asa traseira imponente para notar o seu incrível desempenho e legado. É um Mustang como nenhum outro já feito.

“O Mustang GTD destrói todas as noções preconcebidas do que é um supercarro”, diz Jim Farley, presidente e CEO da Ford. “É uma nova abordagem para nós. Não projetamos um carro de rua para as pistas, criamos um carro de corrida para as ruas. O Mustang GTD pega a tecnologia do nosso Mustang GT3 de competição, a envolve numa carroceria de fibra de carbono e a libera nas ruas”.

Todas as peças de precisão do Mustang GTD foram especialmente projetadas. Cada forma é determinada pela função. Ele foi projetado com um propósito: ser mais rápido na pista, com mais tecnologia que os carros de corrida nos quais se baseia. Muitas pessoas que participaram do seu desenvolvimento também estão por trás dos Mustangs de corrida e do GT vencedor de Le Mans. Ele foi feito para ser o Mustang de rua mais rápido de todos os tempos.

O Mustang GTD tem uma incrível força descendente para rodar plantado no asfalto, graças à aerodinâmica ativa e à aderência dos enormes pneus, montados em uma avançada suspensão dianteira de braços curtos e longos, com altura dupla, e suspensão traseira multi-link. Ele para com autoridade graças aos freios de carbono-cerâmica, tem transmissão de oito marchas com dupla embreagem montada na traseira e eixo de transmissão de fibra de carbono leve para oferecer uma distribuição de peso próxima de 50/50. Tudo isso movido a uma velocidade espantosa por um V8 de 5,2 litros supercharged, com potência estimada de mais de 800 cavalos.

“Quando você olha para a engenharia, a aerodinâmica e como o trem de força funciona, o Mustang GTD é um foguete de rua”, diz Mark Rushbrook, diretor global da Ford Performance Motorsports.

Legado vencedor de Le Mans

O Mustang GTD nasceu do conceito do Mustang GT3 de competição que retorna a Le Mans no próximo ano. Ele vai ocupar o topo da família Mustang, agora formada por modelos de rua e outros exclusivos para as pistas, como o Mustang GT4, o Mustang GT3 e o Mustang Dark Horse R. Eles vão rodar nas ruas e pistas de todo o mundo para manter o legado do Mustang como o modelo de maior sucesso da Ford nas corridas. O nome GTD vem da categoria IMSA “GTD”, que segue a regulamentação GT3 da FIA.

“Esta é a nossa empresa, estamos lançando o desafio e dizendo: venham pegar”, diz Farley. “Estamos à vontade para anunciar a todos: estou pronto para levar o Mustang GTD para a pista contra qualquer outro chefe da indústria em seu melhor carro de rua.”

O Mustang GTD foi projetado pela Ford em parceria com a Multimatic, que desenvolveu o Mustang GT3, o Mustang GT4 e o Ford GT vencedor de Le Mans. Ele incorpora décadas de avanços de engenharia, gerados pelo aprendizado contínuo em corridas, e está destinado a ser uma parte icônica da história do Mustang e da Ford.

“O Mustang GTD representa o melhor da Ford e o que o nosso time busca fazer todos os dias”, diz Farley. “Isso é o que acontece quando pegamos aquilo no que somos bons e ampliamos os limites. Ele representa a essência da transformação pela qual estamos passando na Ford, de software a carros de edição especial”.

Esculpido para explorar o ar

O design do Mustang GTD é puro propósito. Cada detalhe é focado no desempenho aerodinâmico e na velocidade, desde o divisor dianteiro, o capô e os para-lamas até a asa traseira ativa com controle hidráulico, montada no pilar C.

O uso extensivo de fibra de carbono contribui para reduzir o peso, baixar o centro de gravidade e melhorar a capacidade de resposta. Os para-lamas, o capô, a cobertura que substitui a tampa do porta-malas, as soleiras das portas, os divisores dianteiro e traseiro e o teto são de fibra de carbono. Os painéis dianteiro e traseiro também podem vir opcionalmente no mesmo material.

O pacote aerodinâmico opcional inclui cobertura de fibra de carbono sob a carroceria e tecnologias que seriam ilegais em corridas, como abas dianteiras controladas hidraulicamente para gerenciar o fluxo de ar junto com a asa traseira ativa.

O espaço que seria do porta-malas é ocupado pela suspensão semiativa, pelo sistema de controle hidráulico e pelo sistema de refrigeração da transmissão. A sua tampa é substituída por uma cobertura inspirada em corridas, com duas entradas de ar direcionadas aos trocadores de calor.

Essa combinação de recursos aerodinâmicos resulta em uma enorme “downforce”, equilibrada nos eixos dianteiro e traseiro, que aumenta a velocidade em curvas e permite um controle apurado do veículo.

Extrema performance e tecnologia

“O hardware foi cuidadosamente selecionado e desenvolvido para permitir um tempo de volta excepcional”, diz Greg Goodall, engenheiro-chefe de programa da Ford. “O objetivo deste projeto era claro – ir muito, muito mais rápido que nunca, com tempo de volta de menos de 7 minutos em Nürburgring. Isso faz dele o Mustang de rua mais rápido da Ford.”

O Mustang GTD usa um V8 supercharged de 5,2 litros, desenvolvido especialmente com entradas duplas de ar e o primeiro sistema de cárter seco em um Mustang de rua, para manter o motor lubrificado em curvas contínuas e exigentes. A linha vermelha de rotação do motor, a mais de 7.500 rpm, gera notas excepcionais, reforçadas pelo sistema de exaustão com válvula ativa de titânio opcional. É o Mustang homologado para as ruas mais potente já desenvolvido pela Ford.

Toda a potência do motor é enviada para as rodas traseiras por meio de um eixo de transmissão de fibra de carbono, conectado a uma transmissão traseira de oito marchas para uma distribuição de peso próxima de 50/50 na frente e na traseira.

O desempenho do Mustang GTD é aprimorado pela suspensão semiativa de última geração, que pode variar tanto a força de mola como a altura do curso. O amortecedor com válvula adaptativa de acionamento hidráulico, com dupla regulagem de mola e altura, permite aprimorar o desempenho nas ruas e nas pistas de forma independente. A suspensão permite um ajuste quase 40 mm mais baixo no modo Track e, no geral, tem um curso quase quatro polegadas maior que o do Mustang GT.

A suspensão dianteira com braços curtos e longos melhora a rigidez lateral e a dinâmica, especialmente em curvas com alta força G. A suspensão traseira é do tipo integral link “pushrod” com balancim. Os amortecedores internos com válvula adaptativa e as molas são dispostos em um padrão cruzado horizontal, integrados a um subquadro tubular forte e eficiente em termos de peso. Essa arquitetura exclusiva cria uma relação de movimento da haste ao amortecedor de 1:1, fazendo o carro responder com precisão às condições da pista.

“Estamos extremamente orgulhosos do nosso trabalho no Mustang GTD”, diz Larry Holt, vice-presidente executivo de operações de veículos especiais da Multimatic. “Ele mostra a nossa tecnologia de última geração de suspensão com válvula DSSV, trazendo recursos não permitidos nas corridas. O Mustang GTD é uma nova referência para os carros de rua e não vemos a hora de os clientes poderem experimentar a emoção de dirigi-lo”.

A aderência e estabilidade nas curvas do Mustang GTD vêm dos pneus dianteiros com 325 mm de largura – mesma largura dos pneus traseiros do Ford GT – e traseiros com 345 mm. Eles são montados em rodas de alumínio forjado de 20 polegadas, ou rodas de magnésio forjado opcionais, que oferecem a combinação ideal de peso e durabilidade com design semelhante ao do Mustang GT3.

Por trás dessas rodas estão os enormes freios Brembo de carbono-cerâmica, otimizados para dissipar o calor e garantir frenagens consistentes. O freio traseiro conta com dutos de resfriamento montados abaixo da suspensão.

O Mustang GTD traz uma tecnologia nova na Ford, de controle de tração variável no modo pista. Ela permite ampliar os limites do carro, modulando a potência do motor e a atuação do controle de tração. Os ajustes podem ser feitos sem tirar as mãos do volante, permitindo ao motorista combinar os recursos com a sua habilidade de direção.

O Mustang GTD usa uma arquitetura elétrica avançada, trazida do novo Mustang de sétima geração, para oferecer o que há de melhor em conectividade, vários modos de direção personalizados e atualizações de software over-the-air. Essas tecnologias funcionam em harmonia para oferecer uma experiência de direção emocionante, com padrão inigualável de controle.

Cockpit

A cabine traz materiais de acabamento premium, incluindo camurça Miko combinada com couro e fibra de carbono e monitores digitais que mantêm o motorista envolvido e no total comando. Os bancos Recaro, otimizados para os dias de pista, são complementados por “paddle shifters”, seletor de câmbio rotativo e placa de série feitos com titânio reaproveitado de peças de caças Lockheed Martin F-22. O banco traseiro foi removido para reduzir o peso e criar espaço de carga.

O Mustang GTD será oferecido com várias combinações de cores internas e vários pacotes externos opcionais. Ele poderá ser encomendado em qualquer cor, incluindo amostras fornecidas pelo cliente. Isso permitirá criar modelos exclusivos e dar ao carro uma presença marcante, o mais próximo possível de um Mustang GT3 de competição para as ruas.

O Mustang GTD estará disponível no final de 2024, começo de 2025, com produção limitada e preço estimado a partir de US$ 300.000. A sua montagem será iniciada na fábrica da Ford em Flat Rock e depois finalizada à mão pelas equipes da Ford Performance e da Multimatic nas instalações da Multimatic em Markham, Canadá, com o mesmo apuro dos modelos de corridas.

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Leia também