Connect with us

Automóveis

VW comemora os 20 anos do Total Flex com adesivo exclusivo

Published

on

Modelos produzidos no Brasil receberão adesivo no vidro traseiro, comemorando as duas décadas de pioneirismo da marca na tecnologia flex

No ano em que a Volkswagen comemora os 20 anos da tecnologia Total Flex, revolucionando o mercado com a mistura livre de etanol e gasolina, os modelos produzidos nas plantas brasileiras (Anchieta, Taubaté e São José dos Pinhais) recebem adesivo comemorativo com produção limitada até dezembro de 2023.

Aplicado no vidro traseiro de Polo, Virtus, Nivus, T-Cross e Saveiro, o selo exclusivo trás o logo da tecnologia Total Flex revitalizado para a comemoração. Ao lado, um QR Code direciona o novo proprietário de um VW ao aplicativo do programa Abasteça Consciente.

Lançado durante o Rock in Rio de 2022, o maior festival de música e entretenimento do mundo, o programa Abasteça Consciente tem uma função: incentivar a escolha do etanol no momento que o cliente abastece o seu Volkswagen.

No aplicativo, o consumidor pode fazer as contas com a calculadora digital para saber qual combustível é mais vantajoso: etanol ou gasolina. Muito além da questão financeira, a ferramenta mostra qual será a emissão de CO2 (dióxido de carbono) de acordo com o combustível escolhido, considerando a metodologia “poço-à-roda”. Assim, o cliente pode olhar – ao mesmo tempo – para o bolso e para o meio ambiente.

Etanol ou gasolina?

Foi em março de 2003 que a marca alemã mostrou ao público o Gol Power 1.6 Total Flex, primeiro modelo no País capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. Substituto do Gol, o recém-lançado Polo Track é o mais novo modelo da marca a ser equipado com a tecnologia. E mais do que toda a sua gama de veículos nacionais com propulsores flexíveis, a Volkswagen oferece ainda o Taos, fabricado na Argentina, também com motor flex.

A investigação da possibilidade de usar misturas de etanol e gasolina iniciou em 1992, juntamente com o desenvolvimento do sistema de injeção de combustível com controle digital. Já no início dos anos 2000, a decisão da Volkswagen em implementar o Total Flex foi suportada pela existência de infraestrutura estabelecida para o etanol, pelo interesse do consumidor, e pela maturidade da tecnologia de controle digital dos motores, desenvolvida ao longo da década de 1990.

De lá para cá, muito mudou em termos de tecnologia. A Volkswagen lançou a primeira versão de um carro Flex sem o “tanquinho” no “Polo eFlex”, em 2009. As rotinas de software ficaram mais sofisticadas, identificando de forma mais segura o combustível e adaptando rapidamente o motor.

Há duas décadas, os motores flexíveis continuaram a ser desenvolvidos, visando sempre a maior eficiência energética e, consequentemente, a redução de emissões. Inaugurado recentemente, o Way to Zero Center, localizado na fábrica da Anchieta, é o local de pesquisa que abrange projetos e tecnologias que irão contribuir com a descarbonização do setor automotivo, o que inclui a pesquisa em etanol.

Desde o lançamento do primeiro modelo Total Flex, a Volkswagen do Brasil já comercializou mais 8 milhões de veículos flexíveis.

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Leia também