Clássicos da VW Brasil são expostos em feira na Alemanha

A 14ª edição do Schloss Dyck Classic Days teve espaço dedicado ao aniversário da fábrica de São Bernardo do Campo; destaque para os modelos SP2, Brasilia e Kombi

Um dos eventos mais importantes do continente europeu, o Schloss Dyck Classic Days chegou a sua 14ª edição durante o último fim de semana (dias 3 e 4), na Alemanha. Trazendo clássicos e algumas novidades exclusivas, a exposição contou com presenças bem conhecidas do público brasileiro: sob o lema “Feito no Brasil – Born Local” os modelos SP2, Brasilia e Kombi receberam os olhares do público entusiasta.

“Em 2019 a Volkswagen do Brasil celebra os 60 anos de inauguração da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo. Essa é uma excelente oportunidade para mostrarmos aos visitantes do Classic Days modelos exclusivos feitos somente no Brasil. São veículos especialmente selecionados do nosso museu, o ZeitHaus, na Autostadt”, comenta o CEO da Autostadt, a Cidade do Automóvel do Grupo Volkswagen, em Wolfsburg, Roland Clement. O ZeitHaus é o museu de automóvel mais visitado da Alemanha.

O estande da Autostadt estava decorado a caráter para receber nossos clássicos, com o verde e amarelo marcando presença. Além dos já citados SP2 (1976), Brasilia (1980) e Kombi (esta, a primeira das 1.200 unidades da série Last Edition, de 2013) foi exposto o Gurgel X-12 (1978), demonstrando a versatilidade de todo conjunto mecânico e chassi do saudoso Fusca.

A exposição “Feito no Brasil – Born Local” levará nossos modelos exclusivos para outros eventos de automóveis clássicos pela Alemanha. Entre os dias 22 e 24 de agosto, o Sachsen Classic percorrerá diversas estradas entre as cidades de Leipzig e Dresden; e o rali Hamburgo-Berlim ligará as duas maiores cidades da Alemanha, entre os dias 29 e 31 de agosto. São esperados 180 clássicos – incluindo os brasileiros – expostos na Autostadt, em Wolfsburg, durante o rali.

Grupo VW muito bem representado

Além das estrelas tupiniquins, o Grupo Volkswagen levou para o evento alguns dos modelos mais marcantes em sua história. Além de futuros clássicos como o Porsche 918 Spyder e o Bugatti Chiron, estiveram presentes o VW Nardo W12 (detentor de diversos recordes na pista que batiza o esportivo), o Beetle “World Champion” (que em 1972 se tornou o modelo mais produzido do mundo), e o VW-Porsche 914/4 (o primeiro carro com motor central-traseiro produzido na Alemanha) comemorando seus 50 anos.

VW ID.R, seguido pelo Porsche 918 Spyder e Bugatti Chiron

Entre tantos veículos que trouxeram, em suas respectivas épocas, reconhecimento e desenvolvimento para a VW, marcas do Grupo e mercado automotivo, o Volkswagen ID.R surge como um grande marco tecnológico e estabelece uma perspectiva quanto ao futuro da Volkswagen e das fabricantes em seu guarda-chuvas. Totalmente elétrico e desenvolvido para obter números incríveis de downforce, o conceito brilhou durante a exposição, trazendo em sua bagagem recordes como na subida de montanha de Pikes Peak (EUA) e em Nürburgring Nordschleife (Alemanha).


Fotos: VW/Divulgação

Deixe uma resposta