Scania vende o último caminhão PGR do Brasil e do mundo

No total, foram comercializados 112.372 veículos da série lançada em 2007 e que será gradualmente substituída

Marcelo Hermes, 43 anos, foi convidado para um almoço na Scania na última semana e, para sua surpresa recebeu do vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil, Roberto Barral, a notícia de que seria o proprietário do último caminhão da atual gama P, G e R do mundo, e que sai de cena no Brasil 10 anos depois de seu lançamento. Para substituir sua história de sucesso (foi a família que mais vendeu produtos da marca no Brasil), chegará a partir de fevereiro de 2019, a Nova Geração Scania, apenas dois anos após a estreia na Europa.

Desde 1957, a Scania já vendeu cerca de 264 mil caminhões no Brasil. Desse total, 112.372 unidades (volume até novembro de 2018) foram de veículos das Séries P, G e R, lançadas em 2007. Dos 10 caminhões mais vendidos da história da marca em território brasileiro, quatro dela (modelos R 440 6×2 e 6×4, G 420 e G 380).

Uma trajetória de sucesso

A empresa foi fundada em 2000. Mas, a história da família com os caminhões é mais antiga tendo Milton Hermes, pai de Marcelo, como caminhoneiro. Marcelo seguiu os passos e também trabalhou nas estradas. Desde então, a M. Hermes só vem colecionando sucesso. O primeiro Scania adquirido foi da Edição Especial Griffin Edition, modelo R 440 6×2, em 2015.

Em 2017, o cliente comprou três R 440 e sua história com a Scania se transformou. “Fiquei impressionado com a média de combustível e comecei um processo de mudança da frota. De 5%, no início, a média de economia em comparação com a concorrência subiu para os atuais 15%”, revela o empresário. “Estou muito satisfeito com a Scania e vou continuar comprando, pois a intenção é tornar a frota 100% Scania. Fiquei impressionado com a Nova Geração, e já estou negociando.”

Deixe uma resposta