Vendas de veículos no Rio Grande do Sul confirmam expectativa de recuperação

emplacamentos

No segmento de automóveis e comerciais leves, a alta também foi de 15,05% perante o mesmo período de 2017

Considerando os dez primeiros meses de 2018, as vendas de veículos no Rio Grande do Sul confirmaram as expectativas de recuperação do mercado. De acordo com os dados apurados pelo Sincodiv/Fenabrave – RS, foram vendidos 154.095 veículos nos dez primeiros meses, considerando automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros. Este resultado representa alta de 16,20% com relação ao mesmo intervalo de 2017.

Apenas em outubro, foram comercializadas 18.962 unidades, apontando crescimento de 24,59% na comparação com outubro 2017, e 16,20% acima das vendas do acumulado do ano passado. Para Fernando Esbroglio, líder das entidades Fenabrave/Sincodiv, em nível regional, a alta tem respaldo no ânimo pós-eleições e na proximidade com o final do ano, que sazonalmente apresenta crescimento nas vendas.

No segmento de automóveis e comerciais leves, a alta também foi de 15,05% perante o mesmo acumulado de 2017, totalizando 117.540 unidades. Em outubro, foram emplacadas 14.381 unidades, volume 18,31% superior ao de setembro e 19,37% a mais do que os emplacamentos de outubro de 2017.

Caminhões e implementos rodoviários

O mercado de caminhões apresentou crescimento, somando 4.079 unidades nos dez primeiros meses deste ano, registrando 41,73% de avanço sobre os mesmos meses de 2017. Em outubro, o segmento somou 528 unidades, 33,33% acima das vendas de setembro e 48,73% a mais do que um ano antes.

Neste mesmo compasso, o mercado de implementos rodoviários apontou crescimento de 60,22% nas vendas de janeiro a outubro, que somaram 2.203 unidades. Na comparação com setembro, as 359 unidades comercializadas em outubro representaram alta de 38,08%, e 82,23% de avanço ante igual mês do ano passado.

Ônibus e motocicletas

Micro-ônibus Volare. Foto: Júlio Soares/Divulgação

As vendas de ônibus somaram nos dez meses 656 unidades, 53,63% a mais do que as vendas acumuladas dos mesmos meses do ano passado. Apenas em outubro, o mercado alcançou as 133 unidades, o que representa forte crescimento de 84,72% ante setembro e 315,63% acima de outubro de 2017.

As vendas de motocicletas seguem em recuperação, totalizando no acumulado de janeiro a outubro de 22.162 unidades, 21,48% de crescimento perante idêntico intervalo do ano passado. Em outubro, foram emplacadas 2.666 unidades, o que representa 32,64% de crescimento sobre setembro e 48,44% de crescimento na comparação com outubro do ano anterior.

Leia mais

Emplacamentos de veículos superam expectativas em ... Em dezembro, o mercado registrou alta de 7,43% ante novembro, totalizando 301.258 emplacamentos de veículos, contra 280.417 do mês anterior A Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) divulgou na quinta-feira (4), conforme levantamento, que os emplacamentos de todos o...
Anfavea registra queda nas vendas, mas aumento na ... Até abril foram exportadas 232,2 mil autoveículos em 2017. Isto significa um aumento de 64,2% frente as 141,4 mil de 2016 A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), divulgou na sexta-feira (5), o balanço de vendas, produção e exportação em abril e no acumulado do ano...
RS: Emplacamentos apresentam crescimento no 1º tri... No primeiro trimestre de 2018 o setor acumulou 42.330 unidades emplacadas, o que representa 16,43% a mais que o total do mesmo período do ano passado O Sincodiv/Fenabrave-RS realizou um levantamento sobre as vendas de veículos no Rio Grande do Sul no mês de março e acumulado do trimestre. Segundo...
Mercado automotivo gaúcho registra queda nos empla... Assim como nos números nacionais, a justificativa para a queda tem parcela significativa na greve dos transportadores. Segundo números divulgados pelo Sindicato Intermunicipal dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado do Rio Grande do Sul - Sincodiv/Fenabrave-RS, o mercado automo...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *