Giaffone é campeão diante de 28 mil pessoas no Uruguai

Giaffone é campeão diante de 28 mil pessoas no Uruguai. Foto: Duda Bairros/Copa Truck

Público que lotou o Autódromo Eduardo P. Cabrera foi recompensado com duas corridas eletrizantes que definiram a Copa Mercosul. Com o título, Giaffone assumiu a liderança do ranking da Grande Final com dois pontos de vantagem para Cirino

Felipe Giaffone fez a festa diante de 28 mil pessoas que lotaram as dependências do Autódromo Eduardo P. Cabrera, em Rivera (Uruguai) neste domingo (07). Ele conquistou a Copa Mercosul após duas corridas eletrizantes que foram vencidas por Roberval Andrade e Renato Martins, nesta ordem.

Com o título, Giaffone assumiu a liderança do ranking da Grande Final, com dois pontos de vantagem para Wellington Cirino.

A festa no autódromo contou também com corridas do Mercedes-Benz Challenge, apresentações de dragsters americanos que levantaram o público, Desafio dos Brutos entre Roberval e Djalma Fogaça (com Roberval levando a melhor) e o Desfile dos Pilotos, que fizeram questão de saudarem todos os grupos de fãs que lotaram as arquibancadas – uma fila de quase 2 km chegou a ser formada no acesso ao autódromo.

Na pista, Giaffone correu com um olho em Cirino e Roberval e outro na tabela de pontuação. Tanto que, ao ver que teria desgaste na briga pela liderança com Roberval Andrade, deixou o rival passar e ficou apenas monitorando tanto ele quanto Cirino. O paranaense largou muito mal e chegou na corrida 1 apenas em quarto lugar, permitindo a Giaffone e colocar uma mão e meia na taça antes mesmo da segunda largada.

Giaffone é campeão diante de 28 mil pessoas no Uruguai. Foto: Vanderley Soares/Copa Truck
Giaffone (D) e Cirino (E) travam disputa ponto a ponto no ranking para a Grande Final. Foto: Vanderley Soares/Copa Truck

Já a corrida complementar ficou por conta dos coadjuvantes da decisão: Djalma Fogaça, Renato Martins e Régis Boéssio. O trio não tinha chance de título, aproveitou ao máximo a oportunidade que tiveram de largar na frente por conta do grid invertido (onde os oito primeiros da prova 1 trocam de posições) e proporcionou aos uruguaios a melhor corrida do fim de semana.

Fogaça – que foi confirmado para correr em cima da hora – segurou Renato Martins como pôde até se cansar e errar em uma das curvas, permitindo a passagem dos rivais.

De olho na chance, Martins, que é um dos grandes nomes da história das corridas de caminhões no Brasil, aproveitou o máximo possível a possibilidade de vencer pela primeira vez na Copa Truck. Em segundo, Boessio também obteve seu melhor resultado na categoria, enquanto Roberval, Felipe e Fogaça completaram o pódio.

“Eu corri olhando a Copa e deu certo. Queria agradecer à Volkswagen por ter mandado engenheiros, mas a coisa está ficando competitiva. Agora, em Curvelo (MG) ,não tenho chances de campeonato na Copa Sudeste e vou para ganhar as corridas”, comentou o campeão Giaffone, que ficou de fora da primeira etapa da Sudeste e, com isso, não tem mais chances de título no geral.

Giaffone é campeão diante de 28 mil pessoas no Uruguai. Foto: Duda Bairros/Copa Truck
Renato Martins faz festa após vitória na Corrida 2 em Rivera. Foto: Duda Bairros/Copa Truck

Cirino, por sua vez, ficou feliz com o Troféu de Prata da Copa Mercosul, já que ele, assim como Giaffone, não tem chances na etapa de Curvelo (MG).

Já Roberval enfrentou uma situação contrária: conseguiu salvar pontos e parte para a decisão da Copa Sudeste com duas vitórias e uma vantagem confortável. “Aqui foi uma superação e pretendo manter esse foco”, disse.

Sentindo novamente o gostinho da vitória na corrida 2, Renato Martins levou seu filho Renatinho às lágrimas, já que foi a primeira vez que o garoto pôde saborear de verdade uma vitória do pai.

A próxima etapa da temporada 2018 acontece no dia 28 deste mês em Curvelo (MG), que decide a Copa Sudeste e define os últimos três nomes para a Grande Final, marcada para o dia 2 de dezembro em Curitiba (PR).

Giaffone é campeão diante de 28 mil pessoas no Uruguai. Foto: Vanderley Soares/Copa Truck
Roberval Andrade recebe bandeirada em primeiro na Corrida 1. Foto: Vanderley Soares/Copa Truck

Classificação final da Copa Mercosul

1. Felipe Giaffone, 72 pontos
2. Wellington Cirino, 57
3. Roberval Andrade, 54
4. Renato Martins, 46
5. André Marques, 45
6. Regis Boessio, 41
7. Pedro Paulo Fernandes, 33
8. Beto Monteiro, 30
9. Adalberto Jardim, 29
10. Danilo Dirani, 27
11. Witold Ramasauskas, 26
12. Leandro Totti, 26
13. Luiz Lopes, 26
14. Djalma Fogaça, 24
15. Giuliano Losacco, 22
16. Fabio Fogaça, 15
17. Duda Bana, 15
18. Debora Rodrigues, 8
19. Rodrigo Belinati, 5
20. Rogerio Castro, 2

Ranking de pontos da Grande Final

1) Felipe Giaffone, 24 pontos
2) Wellington Cirino, 22
3) André Marques, 16
4) Roberval Andrade, 18
5) Giuliano Losacco, 10

Leticia Senna

Deixe uma resposta