Mundo Premium | Um dia, quem sabe…

Existem mil maneiras de preparar aquele cereal e outras tantas para não estar em um lançamento automotivo. Só neste ano houve três maiores que me impediram de estar em eventos de vasta importância: falta de convite da marca (pois é…), recusa da empresa a qual eu representava (pois ééééé…) e menor representatividade do meu veículo. Todas elas machucam, ainda que de maneiras diferentes.

A última ausência foi o lançamento do Eclipse Cross. E eu entendo perfeitamente a Mitsubishi. O Auto Aventura está em busca dos graus de relevância que o levarão aos maiores lançamentos, mas falta um caminho a ser percorrido. Quando o evento envolve avião, transfer, hotel, alimentação, test drive e outros etecetaras, as marcas têm uma limitação no número de convidados e se vê obrigada a fazer escolhas. Mas não estar lá não deixa de doer. Segue a vida, segue o jogo.

E segue o jogo com o Eclipse Cross, que cabe perfeitamente em um mundo premium, até porque não cabe em muitos e muitos bolsos. Parte de R$ 149.990 (leia-se R$ 150 mil) e tem vários atributos que o fazem subir vários degraus. Conta com HPE-S AWD, que tem tração nas quatro rodas.  Traz um 1.5 Turbo de 165 cv e 25,5 kgfm, acoplado em uma caixa CVT com mudanças manuais no volante e alavanca. Com esse pacote mecânico, o novo modelo quer peitar SUVs do segmento premium, como BMW X1, Mercedes GLA e Audi Q3.

Ele vem ainda com faróis full LED, lanternas traseiras em LED integradas, que criam um aerofólio sobre o vidro traseiro. O crossover tem ainda muitos cromados e rodas diamantadas aro 18 polegadas.

Crossover…sim, essa é a carroceria do Eclipse Cross. Completamente diferente do esportivinho que a boleirada do início dos anos 90 tinha. Jogador de futebol tinha Tempra, Eclipse ou as primeiras das primeiras Cherokee.

Se algum boleiro da atualidade quiser, o Ecipse Cross traz volante esportivo com paddle shifts, multimídia com Android Auto e Car Play, teto solar duplo, ar-condicionado dual zone, sensor de chuva e crepuscular, retrovisor eletrocrômico, câmera de ré, piloto automático adaptativo, frenagem automática de emergência, leitor de faixa e alerta de tráfego traseiro. Ah, controles de tração e estabilidade também.

Nós ainda vamos acelerá-lo. Quando isso acontecer conto tudo aqui.

Deixe uma resposta