Mundo Premium | BMW M5, estilo de vida

Tenho o mais profundo respeito pelos profissionais do life style, mas não me considero um deles. Não tenho o estilo. Pode até ser que alguém ache o contrário.

Se eu fosse do life style soltaria neste momento um “geeeeeeente, eu pilotei um BMW M5!!!”. Falo a mesma frase de outra maneira e ela continua dentro do maior estilo. É verdade: eu pilotei um BMW M5. Não guiei, nem dirigi, pilotei. A julgar pelo carro o verbo é rigorosamente esse: pilotar.

Se alguém acredita estar diante de um certo exagero, vamos destrinchar o tal M5: ele traz, sob o capô, um V8 4.4 litros a gasolina, capaz de acelerar aos 600 cv de potência (a 5,7 mil giros) e com um torque de 76,5 kgfm a 1,8 mil giros. A transmissão é a automática de oito velocidades e as rodas têm 20 polegadas. Ah, o 0 a 100 km/h se dá em 3,4 segundos. O 0 a 200 por hora sai em 11,1 segundos.

Lá dentro conta bom bancos esportivos head up display, ou seja, informações projetadas no vidro frontal, logo acima do painel. Conta com serviço de concierge, roteamento de conexão com a internet e DVD player. Tem ainda quatro saídas de ar-condicionado.

Com chave display, o M5 permite ao motorista realizar algumas operações de forma remota, além de checar dados do veículo. Acelerado, despeja toda a potência do motor em pouquíssimos metros. Apesar de ser um carro esportivo, não proporciona aquela posição mais baixa ao condutor. Pelo contrário. A visão para o piloto é das mais privilegiadas.

Entre os serviços digitais há a possibilidade de gravar informações e configurar dos modos de condução diferentes, nos quais é possível estabelecer tração, suspensão, transmissão etc. Na prática, você pode optar entre um 4×2 com suspensão mais suave ou pelo 4×4 com esportividade.

Apesar de ser um carro esportivo, o M5 foi projetado também para uso diário. Por isso oferece um bom espaço interno a todos os ocupantes.

Como tudo que provoca prazer tem preço, o do BMW M5 é de R$ 694.950.

Deixe uma resposta