Conversa a motor | O que é que o líder tem?

Por Cecília França

Mais um balanco mensal de vendas de veículos, mais um mês de liderança do Chevrolet Onix.
O hatch da GM emplacou 15 mil unidades em maio e segue tranquilo no primeiro lugar no acumulado do ano, enquanto Ford Ka e Hyundai HB20 continuam sua acirrada disputa pelos dois postos seguintes.
Mas, afinal, o que faz do Onix um carro tão popular?

Espera-se que o carro mais vendido do País esteja entre os mais baratos, como foi o Gol por 27 anos e o Palio em 2014. Não é o que acontece hoje. O Onix até oferece a versão Joy, de entrada, por cerca de R$ 43 mil, mas certamente não é a mais vendida da gama.

Não desgosto do carro, mas existem inúmeras opções no segmento de compactos na mesma faixa de preço – como os já citados Ka e HB20, Fiat Argo e o recém lançado VW Polo – e mais baratas, como VW up! e, agora, Renault Kwid. Isso sem contar o bom e velho Gol.

Ok, Argo, Kwid e Polo têm pouco tempo de mercado, mas os outros não.

Beleza põe mesa

Conversei com oito proprietários de Onix no intuito de compreender a preferência e adivinha qual atributo do carro foi apontado como motivo de compra pela maioria? Se você respondeu “o design“, acertou. O Onix é um carro bonito e isso fez toda a diferença para cinco das pessoas com quem conversei.

Beleza é relativo, claro, mas o hatch da GM realmente tem um desenho interessante, talvez só HB20 se equipare em beleza no segmento (embora já mereça uma renovação).

Beleza segura a liderança do Onix. Concorda?

Metade dos meus entrevistados já tiveram outros carros da Chevrolet, mas todos eles pesquisaram veículos de outras marcas antes da compra, dentre os citados: up!, VW Fox, HB20, Honda Fit, Citroën C3, Ford Fiesta, Renault Sandero e Fiat Siena.

Cinco dos oito entrevistados não sabiam que o Onix havia zerado no teste de segurança do LatinNCap em 2017, o que é bastante relevante e só reforça a ideia de que segurança não vende no Brasil (lembrando que, depois disso, o modelo recebeu reforços na segurança e conquistou 3 estrelas no mesmo teste).

Depois do design, “A qualidade dos materiais utilizados” e “O preço” foram os motivos de compra mais apontados pelos proprietários. “Condições de pagamento” também teve citações.

Panorama

Vejamos: o Gol perdeu a liderança de mercado após a aposentadoria do G4, em 2014. No mesmo ano, a VW lançou o up! com esperanças de que ele assumisse o posto, o que não aconteceu por inúmeros motivos. Do lado da Ford, surgia o novo Ka (realmente novo!). Também em 2014 a Fiat aposentava o Uno Mille e seguia com o Novo Uno, lançado em 2010, e o Palio, aposentado agora, em 2018.

Resumindo, quando falamos em carros de entrada e compactos, em 2015, quando o Onix tornou-se líder, as quatro maiores montadoras do mercado brasileiro ofereciam como opções up!, Gol, novo Ka, Palio, novo Uno e Onix. O HB20 também estava no páreo desde 2012, mas foquemos apenas nas quatro maiores.

O Onix chegou em 2012 com dois grandes diferenciais: sistema multimídia MyLink e transmissão automática de 6 marchas. Ficou fácil superar os antigos de mercado, como Gol e Palio, uma vez que conectividade conta muito na escolha de compra. Foram apenas dois anos até alcançar a liderança, pouco tempo, mas foi fácil diante do panorama.

Agora, com Polo e Kwid em jogo, pode ser que a vida do Onix comece a se complicar. Será?

Deixe uma resposta