Kia lança novo motor híbrido leve a diesel de 48 V

Tecnologia de híbridos leves “EcoDynamics+ mild-hybrid” oferece uma relação custo-benefício diferenciada em comparação com as motorizações híbridas completas

A Kia Motors apresentará seu primeiro motor híbrido leve a Diesel de 48 V no segundo semestre de 2018. A nova motorização “EcoDynamics+ mild-hybrid ” reduz as emissões de CO2, complementando a aceleração com energia elétrica de uma bateria adicional de 48 volts e prolongando o “tempo inativo” do motor a combustão, por meio de uma nova unidade geradora e de partida híbrida MHSG (Mild-Hybrid Start-Generator).

Alinhada ao objetivo da Kia de criar carros inovadores que sejam acessíveis a uma ampla gama de compradores, a tecnologia de híbridos leves “EcoDynamics+ mild-hybrid” oferece uma relação custo-benefício diferenciada em comparação com as motorizações híbridas completas. A natureza compacta dos componentes indica que a tecnologia pode ser integrada a arquiteturas de veículos já existentes. A nova motorização “mild-hybrid” da Kia foi projetada para se adequar perfeitamente à vida dos consumidores, sem necessidade de recarga externa (PHEV plug-in).

O Kia Sportage será o primeiro modelo a oferecer o novo motor “EcoDynamics+ mild-hybrid” diesel, ainda em 2018. A terceira e nova geração do Kia Ceed será a segunda a ser equipada com a nova motorização, a partir de 2019.

Estratégia de eletrificação para 2025

A motorização “mild-hybrid” de 48 V é a primeira nova tecnologia a ser lançada como parte da estratégia mais ampla de eletrificação dos motores da Kia. Com ela, a montadora sul-coreana se torna a primeira fabricante a oferecer aos consumidores tecnologia híbrida (HEV), plug-in híbrida (PHEV), elétricos a bateria (EV) e tecnologia “mild-hybrid” de 48 volts em sua linha de modelos.

O projeto é lançar 16 veículos com avançadas motorizações até 2025, incluindo cinco novos híbridos (HEV), cinco híbridos plug-in (PHEV), cinco veículos elétricos a bateria (EV) e – em 2020 – um novo veículo elétrico com célula de combustível (FCEV).

Redução de emissões de CO2

O motor “EcoDynamics+ mild-hybrid” diesel permitirá que a marca ofereça motores a diesel mais limpos. O sistema está emparelhado com a tecnologia da Kia de controle de emissões ativas de Redução Catalítica Seletiva (SCR), reduzindo as emissões de CO2 em até 4% no novo Worldwide harmonized Light vehicles Test Procedure (WLTP) e até 7% no New European Driving Cycle (NEDC). A implantação da tecnologia “mild-hybrid” a diesel contribuirá para os esforços globais da marca para melhorar a eficiência de combustível de toda a frota.

Modos “motor” e “gerador” – A tecnologia “mild-hybrid” da Kia possui uma compacta bateria de íons de lítio de 48 volts, 0,46 kWh e uma nova unidade geradora e de partida híbrida (MHSG). Ao controlar eletronicamente a MHSG usando o inversor, o sistema alterna perfeitamente entre dois modos: “motor” e “gerador”. Conectado por uma correia ao virabrequim do motor a diesel, sob aceleração, a MHSG fornece até 10 kW de assistência elétrica ao trem de força no modo “motor”, reduzindo a carga do motor e as emissões. No modo “gerador”, o sistema utiliza a energia cinética do veículo durante a desaceleração e a frenagem em marcha para recarregar as baterias.

Como “EcoDynamics+ mild-hybrid” funciona na estrada

A tecnologia foi projetada para oferecer maior eficiência dos motores a combustão interna na estrada, usando energia elétrica fornecida e recuperada sem interrupções.

No modo “motor”, a bateria é descarregada sob aceleração, proporcionando torque adicional ao motor para um leve aumento no desempenho sob forte aceleração, ou para reduzir a carga do motor durante leve aceleração. Em desaceleração, ou ao dirigir em declive ou em direção a um cruzamento, a MHSG muda para o modo “gerador”, recuperando energia cinética por meio do virabrequim para recarregar a bateria em movimento.

O sistema é controlado por uma avançada Unidade de Controle Eletrônico (ECU), que calcula o uso mais eficiente da energia disponível e a ajusta adequadamente, levando em conta a quantidade de carga restante nas baterias do carro.

A energia da bateria também pode ser usada para fornecer uma nova função “Moving Stop & Start”. Se a bateria tiver carga suficiente, o motor a combustão desligará automaticamente durante a desaceleração em marcha e na frenagem. A MHSG pode, então, ativar novamente o motor – em qualquer situação – se o motorista pressionar o pedal do acelerador.

Deixe uma resposta