Pequim: o salão mais eletrificado do mundo

Por Cecília França

Alguém aí já dirigiu um carro elétrico? Eu tive esta oportunidade duas vezes até hoje: dirigi um Fusca elétrico desenvolvido por alunos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e o BMW i3, primeiro elétrico vendido no varejo no Brasil.

O que mais chama a atenção nos carros eletrificados é a ausência de som no momento da partida. Fiz até um vídeo da partida do i3 na oportunidade, em 2015, chamando a atenção para esta característica. Veja abaixo.

Nos carros a combustão, girar a chave – ou apertar o botão – significa causar uma “explosão” dentro dos cilindros; nos elétricos este processo inexiste. Também não há progressão de torque, a liberação é imediata, resultando em respostas igualmente imediatas.

Diante disso, dirigir um elétrico é bastante prazeroso, e será cada vez mais comum nos próximos anos…na China. A gigante asiática impôs metas para a produção de veículos elétricos que terminarão por extinguir os carros novos movidos a combustíveis fósseis em alguns anos. No Brasil, ainda não se tem nada parecido e a infraestrutura precária deve atrasar, em muito, a disseminação desta tecnologia.

Como maior mercado de automóveis do mundo, a China tem atraído fabricantes de diversas partes do globo decididas a investir em energias alternativas em solo chinês. Não só por isso, mas também por isso, o Salão do Automóvel de Pequim (Auto China 2018) tem se mostrado o motorshow mais eletrificado do mundo.

Veja abaixo algumas das novidades mostradas no salão, afinal, esta é a tecnologia do futuro – ainda que mais distante para nós.

BMW iX3


A BMW apresentou no Salão do Automóvel de Pequim o Concept iX3, primeiro veículo da marca BMW movido exclusivamente a energia elétrica. O modelo é baseado no SAV médio X3, que conhecemos por aqui, e utiliza a quinta geração da tecnologia de tração elétrica BMW eDrive. O motor elétrico desenvolvido para o BMW Concept iX3 gera uma potência superior a 270 kW/ 270 cavalos e sua bateria de proporciona uma autonomia de mais de 400 km.

Nissan Sylphy Zero Emission


A Nissan está apresentando três veículos elétricos no Salão de Pequim, um deles é o Sylphy (o Sentra elétrico), que compartilha a mesma plataforma do LEAF, elétrico mais vendido do mundo. O Sylphy é equipado com tecnologias como Alerta Inteligente de Mudança de Faixa, Assistente Inteligente de Emergência, Alerta Inteligente de Tráfego Cruzado e Monitoramento Inteligente de Ponto Cego. O modelo será comercializado durante o ano de 2018.

Nissan IMx KURO


A Nissan é muito boa em carros conceito. Eles costumam ser muito bonitos, e o IMx KURO não foge à regra. Este crossover elétrico oferece aos visitantes do salão uma ideia do futuro da Mobilidade Inteligente da Nissan. Os recursos avançados do veículo incluem a exclusiva tecnologia Brain-to-Vehicle (do cérebro para o veículo), que intercepta e analisa as ondas cerebrais do condutor para melhorar os tempos de reação e melhorar o conforto de condução.

Byton Concept

Certamente uma das grandes atrações do salão. O Byton Concept tem uma tela de 49 polegadas no lugar do painel e controle por gestos e voz. No centro do volante, outra tela, de 8 polegadas, substitui o painel de instrumentos. Segundo o site Auto Esporte, o conceito está 85% pronto e será lançado com autonomia de 500 km com uma carga. A Byton foi fundada por ex-funcionários da BMWi, divisão de carros elétricos da marca alemã.

Sol E20X

Este SUV elétrico é resultado da parceria da Volkswagen com a chinesa JAC. Derivado do T40, possui autonomia de 300 km com uma carga. A imprensa especializada divulgou que o Sol E20X pode chegar ao Brasil. Esperamos que sim!

Fotos: Divulgação

Leia mais

O estigma do motor 1.0 Motores 1.0 sempre foram associados a economia e carros populares. Desde o governo Itamar Franco, quando o "milzinho" ganhou até incentivos fiscais para ter um preço mais acessível - uma forma de promover a renovação da frota - ele passou a ser o preferido pelos que querem um carro econômico e que c...
Conversa a motor | Quando chega o fim da linha par... Cecília França "Tudo que é bom dura pouco", diz o ditado. Nem tudo. Fosse assim, o Fusca não teria sido fabricado por mais de 70 anos (hehe). Quando se trata de carro (e da vida?), todos um dia hão de acabar. Aconteceu com mitos como o Fusca, o Opala e o Uno Mille. Mais recentemente com o Fiat Pali...
O bom momento da Aliança Renault-Nissan no Brasil Por Cecília França Renault e Nissan mantêm uma aliança estratégica desde 1999. No Brasil, a francesa está comemorando 20 anos de presença enquanto a japonesa opera desde os anos 2000. Nestas quase duas décadas em solo tupiniquim, podemos dizer que, em 2018, as duas marcas vivem seu melhor momento. ...
Acabou a paz no reino dos sedans compactos "Cobalto e City viviam tranquilos em seu pequeno reino, de nome Compacto, no País dos Sedans. Donos de 96% das terras, eram cercados por seres menores, com quem conviviam pacificamente. Porém, um belo dia chegou ao reino um ser identificado como Virtude, empunhando uma arma estranha, chamada turboco...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *