KRT inicia Mundial de SBK com bons resultados em Phillip Island

sbk-krt

A Kawasaki Racing Team abriu o Mundial de SuperBike com uma pole position e dois segundos lugares na etapa de estreia da temporada 2018. A prova foi realizada no circuito de Phillip Island, na Austrália, no final de semana dos dias 24 e 25 de fevereiro. Apesar de enfrentarem algumas dificuldades ao longo das duas baterias, o resultado final foi positivo

Tom Sykes (#66) fez história e faturou a sua 43ª pole da carreira, se igualando ao piloto australiano Troy Corser que detinha o recorde de voltas mais rápidas. Já o atual bicampeão Jonathan Rea (#1), sexto melhor tempo nos classificatórios, chegou perto de vencer a corrida mas acabou ficando com a vice-liderança da prova.

No domingo

Após uma ótima temporada em 2017, quando conquistou o seu terceiro título Mundial, Jonathan Rea vinha como um dos favoritos à vitória na corrida deste domingo (2ª bateria). Com ritmo forte, Rea ganhou algumas posições nas voltas iniciais, entrando na disputa direta pela liderança. Devido a um erro na saída dos boxes, acabou caindo para o final da fila.

“Esqueci completamente de mudar para a segunda marcha, para liberar o limitador de velocidade, e com isso Van Der Mark e Fores passaram por mim. Quando me aproximei dos dois já havia alguns pilotos à frente, o que acabou me dando mais trabalho”, comentou Rea.

Mesmo depois de cair para a 14ª posição, Rea fez quatro excelentes voltas em ritmo de recuperação e conseguiu alcançar a vice-liderança. Nas voltas finais, o norte-irlandês chegou a assumir a dianteira e protagonizou uma bela disputa com Marco Melandri (#33). Embora a vitória tenha ficado com o adversário da Ducati, Jonathan Rea garantiu o segundo lugar, apenas dois centésimos atrás de Melandri.

Tom Sykes (#66) finalizou a prova deste domingo na quarta posição. O piloto britânico fez uma corrida regular e chegou a ocupar a vice-liderança. Porém, no último terço de prova, perdeu duas posições, encerrando a 2ª bateria da etapa de abertura do Mundial em quarto.

“Em um aspecto foi um final de semana muito bem sucedido e em outro estou desapontado porque senti que essa corrida era minha. Eu estava muito feliz com a moto, mas, infelizmente, na terceira volta, começamos a ter um pequeno problema técnico e, por algum motivo, a potência caiu em alguns setores da pista. Apesar disso, tenho que ser otimista porque foi uma prova em Phillip Island em condições de vento. Eu tive uma boa sensação com a Ninja ZX-10RR e há muitos pontos positivos a se tirar desta rodada. Agora estou de olho na Tailândia e no progresso para a temporada”, destacou Sykes.

No sábado

Na 1ª bateria, realizada no sábado (24), o resultado foi mais positivo para Tom Sykes. O piloto britânico, que largou na pole com a volta de 1m30s099, liderou a prova até as voltas finais, quando foi ultrapassado por Melandri. Sem conseguir retomar a posição, Sykes recebeu a bandeirada em segundo e confirmou a posição no pódio. Enquanto isso, seu companheiro de equipe Jonathan Rea foi apenas o quinto. O atual bicampeão, que vinha em segundo, logo atrás de Sykes, teve problemas no pneu traseiro e com isso precisou diminuir o ritmo. Mesmo com fortes vibrações na moto, Rea completou as voltas finais de prova e cruzou a linha de chegada em quinto.

Com o resultado das duas baterias da etapa de estreia do Mundial, Sykes somou 33 pontos e ocupa a vice-liderança na classificação geral. Rea é o terceiro colocado, com 31 pontos. Na disputa entre fabricantes, a Kawasaki Racing Team vem na segunda posição com 40 pontos.

A segunda rodada do Mundial de SuperBike será realizada no Chang International Circuit, na Tailândia, nos dias 23, 24 e 25 de março.

Deixe uma resposta