Confira a retrospectiva automotiva 2017 do Autos Giros

O ano de 2017 está acabando e o Autos Giros não poderia deixar de lembrar os destaques dos últimos 12 meses no setor automotivo. Apesar do mercado retraído, tentando se recuperar, o ano foi cheio de novidades, tanto em novos lançamentos como em renovações importantes de modelos já existentes.

Entre os modelos renovados, o novo Peugeot 3008, o Toyota Corolla 2018, a nova geração da Nissan Frontier e a versão Pulse Plus do Hyundai Creta agradaram bastante. Entre as novidades também tivemos boas surpresas como o Renault Kwid, Honda WR-V, o Volkswagen Polo e o Chevrolet Equinox. Vamos ver um pouco de cada um, abaixo!

Modelos que estrearam nas ruas brasileiras em 2017:

Renault Kwid

Um dos lançamentos mais esperados do ano foi o do Renault Kwid. Chamado “SUV dos compactos” pela marca francesa, ele chegou a ser o segundo modelo mais vendido do país em setembro. Apesar do tamanho (o que rendeu críticas ao fato de ele ser anunciado como SUV), o Kwid traz algumas características próprias dos utilitários esportivos como os ângulos de entrada (24) e saída (40), maior altura do solo e o baixo consumo.

Disponível em três versões com motor 1.0 SCe de três cilindros, o compacto tem, entre as razões para o seu sucesso, o custo-benefício. Partindo de R$ 29.990 e chegando até R$ 39.990 ele traz, na versão mais completa, direção elétrica, ar-condicionado, travas, retrovisores e vidros dianteiros elétricos, bluetooth, entradas USB e AUX e faróis de neblina cromados e sistema Media NAV 2.0 com câmera de ré.


Fiat Argo

Outro lançamento bastante aguardados do ano, o Fiat Argo. Ele chegou em sete versões, com preços entre 45 e 70 mil reais. São três motorizações: 1.0 três cilindros. 1.3 quatro cilindros e  e 1.8. Conforme a versão, também são três possibilidades de transmissão: manual de cinco marchas, GSR Comfort por botões (automatizada) e automática de seis marchas. O design de alma italiana, traz equilíbrio nas proporções, e o interior traz o sistema multimídia de 7 polegadas.


Honda WR-V

Primeiro modelo global da marca japonesa desenvolvido pela Honda do Brasil, o WR-V chegou em março. Ele traz como base características do compacto Fit, mas detalhes – até mesmo de estrutura – do SUV HR-V. Esta combinação fez dele um carro único no line up da marca no país. Ele conta com direção eletricamente assistida e tem como grande característica a ampla versatilidade.

Prova disso é o raio de giro – o espaço necessário para o carro dar meia-volta – de apenas 5,3 metros. Isto significa que ele consegue “dar a volta” em praticamente qualquer rua, sem precisar manobrar. Além disso, o porta-malas de 363 litros pode superar os mil litros graças à possibilidade de reclinar os bancos traseiros e o do carona. Pra fechar, ele acelera um motor 1.5 Flex de 116 cavalos de potência acoplado ao eficiente câmbio CVT da marca.


Volkswagen Polo

Em dezembro, o mercado registrou alta de 7,43% ante novembro, totalizando 301.258 emplacamentos de veículos, contra 280.417 do mês anterior
Especificamente para os segmentos de automóveis e comerciais leves, a expectativa é de alta de 11,9% sobre os resultados de 2017. Foto: Divulgação

Trazido ao Brasil poucos meses depois do seu lançamento global, o Volkswagen Polo abriu um novo momento da marca alemã no Brasil. Em quatro versões, ele traz três motorizações, duas transmissões e preços a partir de 50 mil reais. Para o mercado brasileiro, o modelo ganhou um design dianteiro único. Em relação ao anterior ele traz maior entre-eixos, e nova arquitetura do painel interno.

O novo Volkswagen Polo inaugura uma nova estratégia da Volkswagen. A sigla ‘200 TSI’, referente a 200 Nm de torque, gerados pelo motor TSI. Além da inédita estrutura modulável MQB, ele foi o primeiro de uma série de 20 novidades que a marca promete trazer nos próximos três anos.


Chevrolet Equinox

Estreando a linha Premiere da Chevrolet no Brasil, o novo Equinox chegou em outubro se destacando pelo design atlético, robusto e refinado, pela aplicação de materiais nobres e extensa relação de equipamentos de série diferenciados. O novo SUV da Chevrolet conta com sistema de carregamento wireless para smartphones, tração 4×4 e multimídia com Mylink e OnStar. Traz também uma série de sensores, radares e câmeras específicas capazes de identificar situações de risco.

O interior traz revestimento em couro, ar-condicionado de duas zonas, banco do motorista com ajuste elétrico e teto solar panorâmico. Por fim, o novo SUV traz um sistema vindo de aeronaves que emite ondas contrárias amplificando a sensação de silêncio a bordo. Na versão top, ela traz motor 2.0 turbo de 262 cavalos, torque de 37 kgfm e transmissão automática de nove velocidades.


JAC T40

No ano em que voltou a apostar forte na sua presença no mercado nacional, a chinesa JAC trouxe dois modelos: o T5 CVT e o T40. O segundo chegou em versão única com design elegante, motor 1.5 16V Flex e câmbio manual. Ele se destaca pelo amplo espaço interno traz, entre outros itens, assistente de partida em rampa e sensor de estacionamento, desembaçador e limpador do vidro traseiro. Com preço na casa dos R$ 56 mil reais, ele garante um alto custo-benefício. A opção automática CVT chegará em 2018.




Modelos que tiveram renovações importantes em 2017

Peugeot 3008

Carro do ano no Salão do Automóvel de Genebra, em março, o Peugeot 3008 chegou ao Brasil em junho, abrindo uma nova era para a marca francesa no país. Diferente da versão anterior, um crossover, ele foi totalmente renovado para se tornar o primeiro autêntico SUV a vencer o prêmio no evento europeu.

Acelerando um motor 1.6 THP Turbo de 165 cv o 3008 traz a nova identidade visual da Peugeot. A frente verticalizada traz um capô mais longo e horizontal. O interior é, ao mesmo tempo, elegante e confortável. O destaque é o novo i-cockpit 2.0, que traz volante achatado tanto no topo quanto na base, painel com tela digital TFT de 12,3 polegadas customizável, sistema keyless, carregamento de smartphones por indução e seletor de marchas elétrico, entre outros ítens.


Toyota Corolla

Com 1,31 milhão de unidades vendidas no mundo todo em 2016, o Toyota Corolla chegou renovado ao Brasil em 2017. Com um design mais esportivo, mas mantendo o perfil mais clássico no interior, o sedan médio mais vendido do Brasil tem agora quatro versões:

A de entrada GLi vem equipada com motor 1.8 de 144 cv e câmbio manual de seis velocidades. Depois, na ordem vem a  XEi, a XRS e a Altis, todas com motorização 2.0 154 cv e transmissão automática multidrive.

A versão XRS traz detalhes visuais que o tornam ainda mais esportivo. “saias” destacadas na frente mas dão toda a volta, aerofólio exclusivo da versão,  acabamento interno exclusivo em couro preto. Em termos de equipamento, a grande estrela foi o controle de estabilidade e tração, que agora é de série em todas as versões.


Ford EcoSport

Pioneira do segmento de SUVs no Brasil, a Ford EcoSport ganhou uma forte reestilização em 2017. Além de marcar a estreia global do novo motor da Ford 1.3 três cilindros de 137 cv, ele conta também com o 2.0 de 176 cv, exclusiva na versão Titanium. Com preços a partir de R$ 73.000, o SUV traz interior totalmente novo, volante multifuncional com paddle-shifts e sistema multimídia SYNC 3 com tela capacitativa de 6,5 polegadas (versão SE) ou 8 polegadas (Freestyle e Titanium).


Hyundai Creta Pulse Plus 1.6

Lançado no final de 2016 o SUV Hyundai Creta ganhou a nova versão intermediária 1.6 Pulse Plus em 2017. A exclusiva cor verde Forest, somada aos detalhes cromados e em preto do design robusto fazem uma bela combinação. O interior traz volante multifuncional e direção elétrica progressiva. A câmera de ré apresenta tanto linhas estáticas quanto dinâmicas, o que torna as manobras ainda mais fáceis. Ele acelera o eficiente motor 1.6 de 130 cavalos (com etanol) e 16,5 kgfm de torque.


Mini Countryman

Em abril chegou a nova geração do Mini Countryman. O compacto premium da marca britância traz duas motorizações BMW TwinPowerTurbo e três versões: A Cooper, 1.5 de três cilindros e 136 cv, a Cooper S e a Cooper S All4, ambas 2.0 de quatro cilindros de 192 cv. A versão top traz diferenciais como as rodas aro 19, head-up display configurável e o painel central exclusivo de 8,8 polegadas com touchscreen. Além é claro, da tração integral, razão do nome “All4”.


Nissan Frontier

Entre as renovações, uma das surpresas do ano foi 12ª geração da Nissan Frontier. Além de um design totalmente renovado, mais agressivo, e a exclusiva cor laranja imperial, ela é puxada pelo motor 2.3 16V biturbo diesel de 190 cv com tração 4×4. Aliado ao novo chassi em duplo C e às novas suspensões multilink, ela ficou ao mesmo tempo mais resistente à torção, mais firme, mas também muito mais suave ao dirigir. Tanto é que às vezes nem parece que se está ao volante de uma picape grande e robusta como ela é na realidade.

Deixe uma resposta