Ranking dos mais vendidos: a ascensão da Jeep e o curioso caso da Fiat

O ano de 2017 marca a sedimentação da Jeep no mercado nacional. Depois da ascensão com o Renegade, a montadora se firmou de vez com a chegada do irmão maior, o Compass, que ocupa a 11ª posição entre os veículos mais vendidos (autos e comerciais leves) até o momento*. Já foram emplacados 44.886 Compass este ano, cerca de 10 mil a mais que o Renegade, mesmo custando R$ 30 mil mais caro.

O ano de 2017 também marca a saída do Palio do ranking dos 10 carros mais vendidos do País. O compacto da Fiat foi o sexto veículo mais emplacado no ano passado, mas comercializou apenas 19.950 unidades até o momento e perdeu o posto de líder da marca para o Mobi em 2017. Aliás, tanto o subcompacto da Fiat quanto a picape Toro registram bons desempenhos no primeiro ano cheio de vendas, alcançando 50.210 e 47.248 unidades, respectivamente.

Com isso, o Mobi termina o ano como oitavo veículo mais vendido do País e a Toro fecha o ranking dos dez. Os poucos dias que restam do ano não são suficientes para alterar essas posições, ao menos que a picape Strada (no momento com 49.293 emplacamentos) ultrapasse o primo subcompacto. Mas aí será apenas uma dança das cadeiras na casa da Fiat.

Curioso é que, apesar do bom desempenho, com três modelos entre os mais vendidos, a Fiat perdeu, até novembro, quase 2% de market share em relação a 2016. No ano passado, a montadora ocupou a mesma segunda colocação entre as marcas, mas com 15,35% de participação; agora, está com 13,45%.

A explicação, ao que parece, está na queda brutal do Palio, de 63.996 para 19.950 unidades emplacadas. O Argo, grande lançamento do ano da montadora, emplacou cerca de 23 mil unidades em seis meses cheios de venda, um desempenho mensal bacana, mas insuficiente para reverter o resultado acumulado. Quem sabe fará a diferença em 2018.

Enquanto isso, a Jeep se lança como a montadora que mais cresce no País, com 1,08% de ganho em market share (de 2,97% para 4,05% até novembro). Se o Renegade deu a arrancada, o Compass fez a marca alçar voo definitivamente no País.

De ​fora (por enquanto)

Considerando as vendas de automóveis e comerciais leves, outro que deixa o ranking de mais vendidos em 2017 é o HR-V. Quando lançado, o SUV compacto da Honda fez dobradinha com o Renegade para abalar a estabilidade de mercado do antigo EcoSport. Porém, com a enxurrada de novos modelos no segmento, o japonês acabou perdendo participação, caindo de 55.758 emplacamentos em 2016 para 4​4​.​544​ este ano – isso em um mercado que vem registrando crescimento de 10%.
Mesmo assim, continua bem próximo do Compass, com menos de 1 mil unidades de diferença. Será ainda dá tempo de voltar para a lista?​

Com queda nos emplacamentos, HR-V é dúvida entre os 10+

Montadoras

Enquanto Palio sai do ranking, outro líder histórico recupera posições e deve terminar o ano como o quarto veículo mais vendido do País: o Gol. Com cerca de 12 mil emplacamentos a mais que em 2016, o hatch colaborou para o crescimento de 1,02% na participação de mercado da Volkswagen (de 11,5% para 12,52%).

Hyundai e Toyota vão registrando perdas em suas participações e abrem espaço para a recuperação da Ford, que, após fechar 2016 como a sexta montadora em emplacamentos, sobe para a quarta colocação. Renault e Honda mantém índices semelhantes aos do ano passado, bem como suas sétima e oitava posições; já Nissan e Jeep inverteram suas colocações, mesmo com a japonesa ganhando mais de meio ponto percentual de participação.

Não podemos dizer que 2017 termina com um ranking exatamente imprevisível, mas alguns têm mais a comemorar que outros. Diante dos grandes lançamentos apresentados ao longo do ano – como Argo, Kwid e Polo, que terão ano cheio de vendas em 2018 – o ranking do próximo ano, este sim, deve sofrer fortes abalos.

*Os emplacamentos referem-se a automóveis e comerciais leves. Dados da Fenabrave até o dia 6 de dezembro.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: