Volvo inicia a produção do XC40 em Ghent, na Bélgica

Ghent é uma das duas plantas operadas pela Volvo Cars na Europa e iniciou suas atividades em 1965

Ghent é uma das duas plantas operadas pela Volvo Cars na Europa e iniciou suas atividades em 1965

A Volvo Cars começa uma nova era na fábrica de Ghent, na Bélgica, com o início da produção do XC40, o primeiro SUV compacto da marca. O modelo já tem mais de 13 mil pedidos e os clientes começarão a receber os veículos no início de 2018. Com o XC40, a Volvo entra para o segmento que mais cresce na indústria automotiva e complementa sua gama mundial de SUVs, ao lado do XC60 e XC90.

O XC40 estreia a plataforma modular CMA (Compact Modular Architecture – Arquitetura Modular Compacta) da Volvo, que também estará nos próximos modelos da linha 40. Desenvolvida com a participação da Geely, a CMA vai oferecer aos carros Volvo a sinergia e economia de escala necessárias para o segmento de compactos premium.

A preparação para o início da produção do XC40 teve investimentos significativos nos últimos anos. Transformou a planta de Ghent em um hub de exportação global para carros com a plataforma CMA. Esse trabalho inclui a adição de uma área de 8 mil metros quadrados.

Um total de 363 robôs foram instalados na unidade. Um deles recebeu o apelido de “the Beast” (ou a “Fera”) pelos colaboradores. O enorme robô, único exemplar na produção mundial da Volvo Cars, é usado para levantar as carrocerias. Ele leva o material até uma esteira transportadora próxima ao teto da fábrica.

Fábrica de Ghent

Ghent é uma das duas plantas operadas pela Volvo Cars na Europa e iniciou suas atividades em 1965. No local, foi produzida a primeira geração do campeão de vendas XC60, além do V40, V40 Cross Country, S60 e V60. A outra fábrica europeia da marca está localizada em Torslanda, na Suécia, seu país de origem. A montadora também possui duas linhas de produção na China. Ela está construindo uma unidade no estado da Carolina do Sul, nos Estados Unidos. A previsão é que ela seja inaugurada no segundo semestre de 2018.

Letícia Mota

Deixe uma resposta