SUV alemão se prepara para o mercado com sistema B-Safe

O Borgward BX7, que deve desembarcar no Brasil até 2018, demonstrou eficiência na proteção dos ocupantes do carro nas análises certificadas pelo Programa de Avaliação de Carros Novos (NCAP, em inglês), em cooperação com a TÜV Rheinland, em um teste de colisão realizado semana passada em laboratório. No teste de colisão frontal em diagonal (offset frontal crash), que foi conduzido de acordo com as exigências do Euro NCAP, o modelo de apresentação para o mercado alemão se saiu muito bem em uma colisão a 64 km/h contra uma barreira deformável, com uma proporção de contato de 40%.

Os valores de desaceleração para dois bonecos representando adultos (nos bancos da frente, do motorista e do passageiro) e para dois bonecos representando crianças no banco traseiro, ficaram mais na faixa não crítica. A interação entre a zona de deformação frontal com as três vias de carga no lado do motorista e do passageiro, por um lado, e a alta estabilidade do compartimento do passageiro e os sistemas de contenção passiva, no outro, asseguraram um alto nível de segurança e mantêm baixo o risco de ferimentos para todos os ocupantes do veículo.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento da Borgward Group AG, Tilo Schweers, essa eficácia na segurança se dá em grande parte pelo sistema B-Safe. “A proteção aos ocupantes do carro teve prioridade máxima durante o desenvolvimento de nossos veículos, como o BX7”, disse. “Os resultados do primeiro teste de colisão em um laboratório neutro e certificado na Europa demonstraram que estamos no caminho certo nessa área. Essa impressão positiva será confirmada com outros testes de colisão que estamos planejando”, adiantou.

No final de 2017, a Borgward irá entrar no mercado alemão, inicialmente com a oferta de uma série de veículos de edição limitada. A série não estará sujeita ao teste completo de colisão do programa Euro NCAP, com suas classificações por estrelas, porque a agência da Euro NCAP sediada em Bruxelas, na Bélgica, conduz esse programa apenas para modelos de série, que são produzidos em quantidades ilimitadas.

O B-Safe garante o nível de proteção através de sistemas de segurança ativa que podem ajudar a impedir acidentes por detectar possíveis perigos com antecedência. Além disso, graças à estrutura do veículo e aos sistemas de contenção, o BX7 tem o potencial de conseguir resultados extraordinários em classificações internacionais de colisão.

A carroceria do SUV contém um compartimento para passageiros muito estável e zonas de deformação definidas na frente e na traseira, que formam uma base confiável. Além disso, segmentos críticos da carroceria são reforçados com aço de alta resistência, de ultrarresistência ou forjado a quente. Múltiplas vias de carga distribuem a energia do impacto em caso de colisões frontais, laterais ou traseiras, assegurando  que os valores de desaceleração, com os quais os sistemas de segurança passiva são compatibilizados com precisão, sejam tão balanceados quanto possível.

Os sistemas de segurança passiva respondem aos vários tipos de colisões (frontais, laterais e traseiras). O utilitário é equipado com uma variedade de recursos adicionais, incluindo seis airbags, que são ativados conforme a gravidade de um acidente. Há airbags para o motorista e para o passageiro da frente, airbags laterais para o motorista e o passageiro da frente e airbags no lugar da cortina. Para garantir que esses sistemas de segurança passiva só sejam ativados quando absolutamente necessário, o conceito B-Safe do Borgward BX7 agrega recursos que incluem um equipamento de advertência de ponto cego e um de advertência de fadiga.

Outros sistemas, como a câmera multidirecional de 360 graus, tornam o manejo do BX7 ainda mais confortável e ajudam a impedir pequenos acidentes, especialmente em situações complexas. Eles tornam o estacionamento paralelo e perpendicular muito fácil e capacitam os motoristas para dirigir com maior precisão em garagens de estacionamento apertadas e ainda em situações de baixa visibilidade.


Rosangela Groff é jornalista e atua há mais de 10 anos na área automotiva. É editora do caderno Carros & Motos do jornal Correio do Povo, um dos mais tradicionais do Rio Grande do Sul, com mais de 120 anos de existência. Também edita conteúdo impresso e on-line no segmento de autopeças para entidades do setor.

A coluna Auto Performance é veiculada todas as quartas-feiras e aborda os mais diversos temas do setor, desde as estratégias de mercado das marcas até as novas tecnologias que equipam os veículos.

Leia mais

Auto Performance | Citroën C4 Cactus, inspirado pe... Um utilitário com pacote tecnológico que permitirá ao motorista ser o centro de novas experiências, ligadas à essência de cada um. Com essa proposta, a Citroën apresenta o C4 Cactus, equipado com o motor THP (Turbo High Pressure) 16V Flex de 173 cv e câmbio automático sequencial de 6 marchas (EAT6)....
O invocado F-Type SVR com 575 cavalos de potência Com um novo pacote de design, que dá ao superesportivo uma aparência ainda mais invocada, o F-Type SVR será revelado pela primeira vez ao mundo pela Jaguar durante o Salão de Genebra, na Suíça, que começou ontem e vai até o dia 18 de março. Os compradores do modelo poderão personalizar o veículo com...
BMW lança sedan luxuoso com perfil exclusivo Pure Excellence. Essa é a nova versão do sedan top de linha BMW 750Li que acaba de ser lançada pela marca no Brasil e já está disponível em seus concessionários. Trata-se de veículo com perfil exclusivo, caracterizado pela presença de elementos de design Pure Excellence, que incluem itens externos d...
A forte demanda por utilitários no mercado europeu... Embora os mercados mundiais, em especial os da União Europeia, sinalizam ser simpatizantes de veículos compactos, mais ágeis e funcionais no trânsito das grandes cidades, parece que muitos consumidores europeus ainda querem manter a preferência por modelos mais robustos. Exemplos dessa tendência são...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *