Kubica é 7º em teste coletivo da F-1 liderados por Vettel

Kubica é 7º em teste coletivo da F-1 liderados por Vettel. Foto: Divulgação

Alemão da Ferrari comanda última atividade de 2017 da Fórmula 1 em Abu Dhabi. Teste coletivo teve polonês Robert Kubica guiando uma Williams como atração

A Fórmula 1 encerrou, oficialmente, nesta quarta-feira (29), a temporada 2017 com o segundo dia de teste coletivo no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos). O alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, foi o mais rápido do dia. O piloto da Ferrari marcou o tempo de 1min37s551 na melhor de suas 118 voltas dadas na pista. A Mercedes de Valtteri Bottas ficou com a segunda marca do dia, em 1min38s490. O finlandês foi quem mais andou no circuito: foram 141 no total.

A atração do dia no trabalho coletivo foi novamente o polonês Robert Kubica. Ele testou a Williams FW40 na parte final do teste, completando, desta vez, 28 voltas. O piloto teve a chance de guiar o carro #40 pela primeira vez com os pneus hipermacios – os novos compostos da Pirelli. O polonês não entrou na pista na sessão da manhã. Kubica acompanhou dos boxes o desempenho do russo Sergey Sirotkin, que registrou 1min39s947.

Na parte final dos testes, Kubica fez alguns stints curtos de cinco voltas. No primeiro, utilizou os pneus supermacios e marcou 1min40s022. Mais tarde, em outro stint de cinco giros, ele fez 1min39s485 e fechou o dia em sétimo. A Williams também realizou alguns testes de pit-stops.

A McLaren foi a única equipe a correr com dois carros no teste coletivo desta quarta em Abu Dhabi. Ela teve permitida a compensação da sessão perdida em Interlagos, há 15 dias, devido a preocupações com a segurança. O time inglês teve o belga Stoffel Vandoorne (P8) e o britânico Lando Norris (P12) nas atividades.

Williams satisfeita com desempenho de Kubica

A Williams se disse bastante satisfeita com os progressos do polonês no primeiro dia do teste coletivo, ainda na terça-feira. O diretor técnico da equipe inglesa, Paddy Lowe, rasgou elogios a Kubica.

“Robert fez um ótimo trabalho. Ficamos muito felizes, principalmente com o número de voltas e com o trabalho em geral. O feedback dele é muito bom. Ele é um piloto de extrema experiência e que sabe trabalhar”, declarou Lowe.

Perguntado se ele tinha 100% de certeza de que Kubica seria capaz de guiar e completar um fim de semana de GP, o dirigente respondeu que “sim, não há problemas em torno desse assunto”. No entanto, a Williams ainda não disse quando fará o anúncio de quem será o companheiro de Lance Stroll em 2018. Mas espera fazê-lo antes do Natal. Depois dos testes desta semana, Kubica é, sim, o principal favorito à vaga.

Teste coletivo em Abu Dhabi – Segundo dia

1) Sebastian Vettel (Ferrari) – 1min37s551 – 118 voltas
2) Valtteri Bottas (Mercedes) – 1min38s490 – 141 voltas
3) Max Verstappen (Red Bull/Renault) – 1min38s736 – 132 voltas
4) Sergio Perez (Force India/Mercedes) – 1min38s818 – 52 voltas
5) Esteban Ocon (Force India/Mercedes) – 1min39s148 – 72 voltas
6) Carlos Sainz (Renault) – 1min39s444 – 109 voltas
7) Robert Kubica (Williams/Mercedes) – 1min39s485 – 28 voltas
8) Stoffel Vandoorne (McLaren/Honda) – 1min39s782 – 105 voltas
9) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari) – 1min39s810 – 124 voltas
10) Sergey Sirotkin (Williams/Mercedes) – 1min39s947 – 86 voltas
11) Charles Leclerc (Sauber/Ferrari) – 1min40s666 – 149 voltas
12) Lando Norris (McLaren/Honda) – 1min41s714 – 118 voltas
13) Brendon Hartley (Toro Rosso/Renault) – 1min43s345 – 61 voltas
14) Pierre Gasly (Toro Rosso/Renault) – 1min44s827 – 63 voltas

Leticia Senna

Deixe uma resposta