Vettel vence GP do Brasil e antecipa revanche contra Hamilton em 2018

Por André Malinoski

Há três tipos de corridas na Fórmula 1. Algumas provas valem muito, outras não representam nada, e uma parcela simboliza algo para ser comemorado mais adiante. Neste último item pode ser incluído tanto Sebastian Vettel, vencedor do Grande Prêmio do Brasil de F-1, como a Ferrari. O triunfo em Interlagos garantiu o vice-campeonato da temporada ao piloto, um alento depois de perder o título para Lewis Hamilton. Por sinal, o britânico, que saiu dos boxes na penúltima etapa de 2017, chegou na quarta posição após promover uma escalada de qualidade no circuito de São Paulo.

Alguém poderia simplesmente atenuar a vitória de Vettel sob a alegação de que o Mundial está decidido desde a corrida anterior. Não deixa de ser verdade. Mas manter a competitividade tendo um carro inferior ao do corredor da Mercedes, tem um significado mais do que especial. É o mesmo que mandar um recado a Hamilton sobre o futuro. É antecipar nova briga acirrada para 2018. O revezamento pela liderança entre eles deve ter novo tira-teima em breve. Pelo menos no que depender de Vettel.

O GP do Brasil de F-1 teve, além da performance vitoriosa de Vettel, o segundo lugar de Valtteri Bottas, enquanto Kimi Räikkönen subiu ao terceiro degrau do pódio depois de impedir o avanço de Hamilton nas voltas finais. Foi um domingo de comemoração por parte da Ferrari, que não lembrava o gosto de ser a primeira colocada no Brasil desde 2008.

Felipe Massa é um capítulo à parte. O brasileiro finalizou a prova no sétimo posto, pegou uma bandeira verde para festejar sua despedida da principal categoria do automobilismo mundial. Depois do fim desta temporada, Massa não seguirá na Williams, nem na F-1. A emoção ao receber a bandeirada de chegada era intensa, em especial após o filho dele fazer uma declaração de amor incondicional ao vice-campeão mundial de nove anos atrás.

A temporada caminha para o apagar das luzes. Os lances recentes precisam ser apreciados, como a ultrapassagem de Vettel sobre o pole Bottas em Interlagos, ou a própria tomada da liderança por Hamilton em cima de Vettel. O britânico cederia o posto ao trocar os pneus macios pelos supermacios na volta 43. O calor e o asfalto escaldante exigiram bastante dos compostos dos carros. A borracha criava bolhas e se soltava em tiras em alguns momentos.

Mesmo ainda tendo a disputa do GP de Abu Dhabi no dia 26, a temporada termina com os três primeiros colocados do ano mais do que conhecidos — Hamilton, Vettel e Bottas. Aquela frase comum aos finais das novelas antecipa 2018: “A seguir cenas dos próximos capítulos”. Os tetracampeões Hamilton e Vettel prometem muito mais. Velocidade é com eles.

 

Leia mais

Vettel vence na Hungria e amplia vantagem em uma t... Por André Malinoski Deve estar sendo difícil torcer tanto por Sebastian Vettel quanto para Lewis Hamilton na luta pelo título do Campeonato Mundial de Fórmula 1. O motivo é muito simples — os arquirrivais têm protagonizado um revezamento nos números de vitórias na pista. Não foi diferente neste dom...
Hamilton equilibra a gangorra e deixa Vettel em ap... Por André Malinoski Sorte de uns, azar de outros. Assim poderia ser resumido o resultado do Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula 1. Em Silverstone, a boa fortuna acompanhou Lewis Hamilton desde a pole position até a vitória irretocável. Por sua vez, Sebastian Vettel encontrou contratempos neste d...
Speed Mali: Lewis vence, iguala Vettel e dá cores ... Uma corrida nem sempre é apenas uma corrida, apesar de que deveria ser tratada dessa maneira. O Grande Prêmio da China de Fórmula 1, nessa madrugada de 9 de abril, era para ser assim: uma prova como outra qualquer, pois seria a segunda etapa de um extenso campeonato na temporada. Não tinha muita coi...
Quando o piloto se torna uma bela lembrança Por André Malinoski Foram os grãos de areia do deserto dos Emirados Árabes Unidos que testemunharam como um sopro o adeus de Felipe Massa da Fórmula 1. O brasileiro se despediu da principal categoria do automobilismo em um domingo como tantos outros. O competidor deixa a Williams depois de um décim...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *