Jaguar E-type Zero apresenta estrutura clássica alinhada com a modernização de um motor elétrico

Jaguar E-type Zero

Um motor elétrico de 220kW foi especialmente projetado para o Jaguar E-type Zero. O carro é baseado em um E-type Roadster Series 1.5 de 1968

A Jaguar Land Rover Classic restaurou e adaptou o E-type Zero. O modelo foi “reformulado” na Jaguar Land Rover Classic, na Inglaterra. O E-type Zero é baseado em um E-type Roadster Series 1.5 de 1968. Ele tem motor elétrico de última geração.

Tim Hannig, diretor do Jaguar Land Rover Classic, falou sobre o modelo repaginado. “O E-type Zero combina a reconhecida experiência dinâmica do E-type com um desempenho aprimorado por meio da eletrificação. Esta combinação única cria uma sensação de condução de tirar o fôlego.”

“Nosso objetivo com o E-type Zero é estar na vanguarda dos carros clássicos funcionando no futuro. Estamos ansiosos para ver a reação de nossos clientes à medida que investigamos levar esse conceito ao mercado”, informou Hannig.

O E-type Zero não só se parece com um legitimo E-type, como também oferece um excelente desempenho. É mais rápido do que um E-type original. Para fazer de 0-100km /h leva apenas 5,5 segundos. Isso significa, que ele é um segundo mais rápido do que um E-type Série 1.

O executivo também comentou sobre as características do clássico. “Para combinar perfeitamente o novo motor elétrico do E-type Zero com a configuração dinâmica do E-type original, limitamos a saída de energia do veículo. Nós acreditamos que isso proporciona a experiência de condução ideal.”

Propulsor elétrico sob medida no E-type Zero

Um motor elétrico de 220kW foi especialmente projetado para o Jaguar E-type Zero. Sua bateria de íons de lítio tem as mesmas dimensões e peso semelhante ao motor XK de seis cilindros usado no E-type original. Os especialistas responsáveis pelo desenvolvimento do motor elétrico asseguraram que ele será colocado exatamente no mesmo local que o motor XK. O propulsor elétrico (e a engrenagem de redução) fica logo atrás da bateria, no mesmo local da caixa de câmbio do E-type. Um novo eixo de transmissão envia energia para um diferencial de transferência. O peso total é 80kg menor do que o E-type original.

Usar força-motor elétrica com pesos e dimensões similares ao motor de gasolina significa que a estrutura do carro, incluindo suspensão e freios, não mudou, simplificando a conversão e a homologação. O veículo acelera, manobra e freia como um E-type original. A distribuição do peso dianteiro-traseiro é inalterada.

O motor XK de seis cilindros, fabricado entre 1949 e 1992, esteve em quase todos os modelos icônicos da Jaguar desse período, incluindo o E-type, XK120, Mk2 e XJ6. O novo motor elétrico poderia ser usado em qualquer desses veículos.

“O carro mais bonito já fabricado”

O E-type, lançado em 1961, foi frequentemente eleito o carro mais bonito de todos os tempos, inclusive considerado assim por Enzo Ferrari.

O propulsor elétrico exclusivo do Concept Zero foi desenvolvido por um especialista em motores elétricos, em conjunto com os engenheiros da Jaguar Land Rover e dentro do briefing dado pela equipe da Jaguar Land Rover Classics. Ele usa algumas tecnologias e componentes do primeiro veículo de produção totalmente elétrico da Jaguar, o I-PACE.

O E-type Zero possui uma autonomia do “mundo real” de 270 km, ajudado pelo baixo peso e boa aerodinâmica. Ele usa uma bateria de 40kWh, que pode ser recarregada em casa durante a noite (normalmente de seis a sete horas).

Letícia Mota

Deixe uma resposta