Ainda não. Ainda…

Por Paulo Rogério

O Brasil pode arregalar os olhos, mirar em todas as direções, mas, por enquanto, não deve esfregar as mãos. A BMW confirmou a produção do Série 8 no ano que vem, na fábrica de Dingolfing, Alemanha. Só que, inicialmente, a nova geração do modelo chegará nos Estados Unidos e na Europa.

Mas como a esperança é a última que morde (diria um ex-zagueiro) e tudo o que pinga por lá respinga aqui, vamos dar uma destrinchada nesse sedã que, por si só, é motivo para o crescimento das expectativas.

Assim como o Série 7 de quatro portas, o Série 8 será oferecido com uma gama interessante de motores. Conta com o 3.0 litros de seis cilindros e o V12 biturbo de 6.6 litros. O M8 terá 600 cv vindos de um V8 de 4.0 litros biturbo.

No design, o modelo apresenta faróis estreitos e a grade dividida (aquela boa e velha assinatura da BMW). O para-choque frontal tem grandes tomadas de ar que direcionam o ar para resfriamento dos freios e para saídas de ar laterais.

Lá dentro, como não poderia ser diferente, há um sistema de entretenimento totalmente digital com aquela infinidade de botões.

O preço segue um ponto de interrogação dos grandes, mas se algum brasileiro morador do País estiver interessado em uma unidade, a espera será fundamental para a reserva de uns bons reais que garantam a aquisição.

Mas, ao que parece, valerá a pena.

Deixe uma resposta