Sergio Jimenez e Rodrigo Baptista vencem os 300 km de Goiânia (GO)

Sergio Jimenez e Rodrigo Baptista vencem os 300 km de Goiânia (GO). Foto: Luca Bassani/Divulgação

Rodrigo Baptista e Sergio Jimenez repetiram vitória em 2017. Alan Hellmeister e Luca Seripieri capricham na estratégia para triunfar na classe Challenge

A promessa de muitas emoções foi cumprida à risca na segunda etapa da Porsche Império GT3 Endurance Series. A prova foi realizada neste sábado (07) em Goiânia (GO). Melhor para Sergio Jimenez e Rodrigo Baptista, que retomaram a parceria e venceram com autoridade a prova de 300 km. É a primeira dupla na história das corridas de longa duração da categoria a repetir um triunfo.

“Foi muito bom. Tivemos uma baita estratégia, conseguimos manter um ritmo bom. Jimenez estava muito rápido”, declarou Rodrigo Baptista.

“Esse é o segredo, aquele que consegue manter o aprendiz melhor que o professor. Ele está em um ritmo muito bom. Agora, vamos para Interlagos. A ideia é ir para cima e tentar vencer. É uma prova mais longa, com mais estratégia. É tentar vencer de novo para não ter de depender de ninguém no campeonato. Favorito é todo mundo”, disse Sergio Jimenez.

Na classe Challenge, graças a uma estratégia de permanecer na pista após entrada do safety-car devido a acidente na largada, Alan Hellmeister e o jovem Luca Seripieri levaram o carro #31 até o lugar mais alto do pódio.

“Foi extremamente difícil. O carro da Challenge é ainda mais desgastante, por conta do câmbio. A gente sabia que ainda não tinha o ritmo que precisávamos. Demos uma arriscada na estratégia no começo. Foi excelente”, comentou Hellmeister.

Ao longo de 79 voltas, nove carros diferentes lideraram a prova. Ao todo, houve 13 trocas de ponteiros.

Mas o maior sinal do quão disputadas foram as posições nos pódios foi a diferença entre os carros #21 e #79 na classe Challenge, respectivamente, terceiro e quarto colocados na categoria. Eloi Khouri recebeu a bandeirada com 0s004 de vantagem sobre Lucas Peres.

Ao melhor estilo das 24 Horas de Le Mans – prova que em 2017 quase teve um vencedor da classe LMP2 até o Porsche #2 assumir a dianteira no final –, a jornada de Endurance em Goiânia também proporcionou os bólidos de menor potência à frente do pelotão. Os carros da Challenge lideraram nada menos que 37 das 79 voltas da prova.

Na pontuação do campeonato, o equilíbrio é refletido após duas das três provas de longa duração do ano. A liderança na classe Cup agora é da dupla Miguel Paludo e Beto Gresse. Eles têm apenas dois pontos de vantagem sobre o carro de Lico Kaesemodel e Ricardo Zonta. A seguir, vem isolado Sergio Jimenez a cinco pontos do topo.

Na Challenge, o panorama é idêntico: Hellmeister-Seripieri assumiram a liderança por apenas um ponto de vantagem sobre Lucas e Marcus Peres, dupla de pai e filho. Na sequência, aparecem Dennis Dirani e Rodolfo Toni, seis pontos atrás dos líderes.

A próxima reunião da Porsche Império GT3 Cup acontece na preliminar do GP Brasil de F-1 em Interlagos (SP). Os carros da Porsche realizarão o evento suporte da categoria máxima pelo 13o ano consecutivo. Será a última etapa de sprint do ano, com as coroas das classes Cup e Cup Sport em jogo.

O campeonato da Endurance Series termina nos dias 1o e 2 de dezembro também em Interlagos (SP). Será a prova de 500 km que confere pontuação diferenciada e pode ser disputada em duplas ou trios.

Resultado final – Endurance Series em Goiânia (GO)

1) 3 Rodrigo Baptista/Sérgio Jimenez

2) 0 Sylvio de Barros/Cacá Bueno

3) 27 Ricardo Baptista/Valdeno Brito

4) 88 Edu Azevedo/Ricardo Maurício

5) 7 Miguel Paludo/Beto Gresse

6) 77 Daniel Schneider/Nelsinho Piquet

7) 63 Lico Kaesemodel/Ricardo Zonta

Sergio Jimenez e Rodrigo Baptista vencem os 300 km de Goiânia (GO). Foto: Alex Farias/Divulgação

8) 44 Beto Valério/Marcus Vario

9) 13 Pedro Queirolo/Clemente Lunardi

10) 37 Guilherme Reischl/Juliano Moro

11) 31 Luca Seripieri/Alan Hellmeister (CHA)

12) 33 Dominique Teysseyre/Fábio Carbone (CHA)

13) 21 Eloi Khouri/Esteban Guerrieri (CHA)

14) 79 Marcus Peres/Lucas Peres (CHA)

15) 4 Beto Leite/Nonô Figueiredo

16) 34 Marco Billi/Maurizio Billi (CHA)

17) 19 Tom Filho/Rodrigo Mello (CHA)

18) 155 Ricardo Mendes/Sérgio Maggi (CHA)

19) 53 Rodolfo Toni/Dennis Dirani (CHA)

20) 9 Guilherme Figueiroa/ Julio Campos

21) 80 Nando Elias/Rouman Ziemkiewicz (CHA)

22) 90 JP Mauro/Felipe Fraga

23) 45 Paulo Totaro/Fernando Fortes (CHA)

24) 5 Marçal Müller/Pedro Piquet

25) 8 Werner Neugebauer/Renan Guerra

26) 18 Carlos Ambrósio/ Felipe Nasr

*CHA = Challenge

Leticia Senna

Deixe uma resposta