Avaliamos: Chevrolet Montana Sport 2018

Chevrolet Montana Sport 2018

Design esportivo, motor 1.4 Econoflex de 99 cv e pacote tecnológico são os destaques da Chevrolet Montana Sport 2018

Uma picape compacta, eficiente e com a qualidade Chevrolet. Esta é a proposta da Montana, testada pelo Autos Giros na versão topo de linha Sport. Com preço na casa dos R$ 57.000, ela traz muitos atributos interessantes, mas em outros aspectos parece um tanto “esquecida” pela marca no país.

Ela está equipada com motorização 1.4 Econoflex de 99 cavalos de potência, e tem torque de 13 kgfm. A transmissão é manual de cinco velocidades. Nos testes feitos sem carga, e por ser um veículo leve, esta configuração foi suficiente para uma rodagem eficiente e confortável.

Chevrolet Montana Sport 2018

A versão Sport testada tem cabine estendida e cor Vermelho Chili (pimenta). O design é bonito, apesar de simples. A frente ainda é a mesma do “falecido” Agile, mas ganha esportividade com os faróis com máscara negra e as luzes de neblina. No capô, faixas adesivas aumentam a esportividade. Elas seguem no teto, que conta com o rack

Outros diferenciais da versão Sport são os adesivos de coluna, as novas saias laterais e a rodas de alumínio de 16 polegadas. Tudo para  acentuar o perfil “descolado” da picape. Ela conta também com espelhos retrovisores externos na cor do carro.

Por ser uma picape, quem compra quer saber da caçamba. E a Chevrolet Montana Sport fica muito bem neste quesito. Com uma boa capacidade para 1.100 litros com a capota marítima, ela traz também um tapete especial, que ajuda a reduzir a movimentação e o barulho dos objetos transportados.

No quesito segurança, ela traz uma barra de proteção no vidro traseiro que age como uma espécie de Santo Antônio para proteção dos passageiros. Além disso, ela ganha praticidade na hora de colocar bagagem com os degraus laterais, em ambos os lados, que facilitam o alcance ao fundo da caçamba.

Interior com muita tecnologia

O bonito interior da Chevrolet Montana Sport 2018 traz acabamento na cor cinza Midnight. Ele traz direção hidráulica e volante multifuncional com controles do piloto automático, rádio e telefone. O computador de bordo traz informações como autonomia, consumo, velocidade instantânea e média, além da temperatura.

No quesito conforto e tecnologia ele traz ele traz freios ABS, air bag duplo e sistema de indicação de troca de marchas. Vidros e travas elétricos, CD/mp3, seis memórias para rádio, bluetooth e ar condicionado completam o pacote.

Característico em alguns modelos Chevrolet, o controle dos faróis fica no canto esquerdo do painel, ao lado do motorista. Pontos positivos são o sistema de acendimento automático dos faróis e o o sensor de estacionamento traseiro.

Destaque também para as pedaleiras esportivas. E também para o grande número de porta objetos para um veículo de dois lugares. Há espaço nas portas, em cima e abaixo do painel e entre os bancos. Por fim, os bancos têm ajuste de profundidade e encosto rebatível. Além disso, contam com uma faixa verde-água que contrasta bem com o cinza do acabamento.

Contudo, destoando da linha atual da Chevrolet, a picape Montana Sport 2018 não traz nem o sistema multimídia Mylink, nem o OnStar.

Econômica e com foco no trabalho

A Chevrolet Montana Sport 2018 tem grandes qualidades pelo seu custo-benefício, mas em outros se tem a impressão de que ela poderia oferecer mais.

Este é um modelo Chevrolet que se destaca pela simplicidade. Entre suas vantagens está o alto nível de tecnologia embarcada, incomum para uma picape compacta na sua faixa de preço. Um exemplo é o sistema que indica o melhor momento para trocar de marcha.

O consumo também é bastante satisfatório. A picape faz 9,3 km/l na cidade e expressivos 13,6 km/l na estrada, mesmo subindo serra. Vale dizer que a picape é nota A em eficiência energética segundo o Inmetro.

Além de econômico, o motor também é eficiente. Entretanto, os testes foram realizados sem carga e, em alguns momentos, ele “sofreu” em retomadas para ultrapassagens na estrada.

Característica própria

A cabine estendida é focada no trabalho. Da mesma forma, no caso da versão Sport,, mais “descolada” para passeios a dois. Contudo, para o dia a dia, mais espaço faz falta. Isto principalmente quando são duas pessoas no veículo. É claro que isso não é um defeito específico da Chevrolet Montana, e também não é a proposta deste tipo de carro, mas é algo a se levar em conta dependendo do uso que se busca para o veículo.

No fim, a picape Chevrolet Montana parece merecer um pouco mais de atenção da marca da gravatinha dourada. Mesmo sendo a terceira mais vendida no país, ela tem potencial para mais. Contudo, detalhes como a frente do Agile e a ausência dos sistemas Mylink e OnStar – diferenciais da montadora no mercado – parecem indicar que ela pode mais, se a montadora olhar um pouco mais pra ela.

Sem dúvida, a Chevrolet Montana é um modelo que poderia estar ainda melhor entre suas concorrentes, até mesmo brigando com as concorrentes alemã e italiana pela liderança do mercado. Aliás, exatamente como a Chevrolet faz em quase todos os outros segmentos.


Ficha técnica Chevrolet Montana Sport 2018


Motor (combustível): 1.4 quatro cilindros
Potência: 99 cv @ 6.000 rpm (etanol)
94 cv @ 6.000 rpm (gasolina)

Torque: 13 kgfm @ 3.200 rpm (etanol)
12,9 kgmf @ 3.200 rpm (gasolina)

Tração: Dianteira

Transmissão: Manual de cinco velocidades

Dimensões: Comprimento (mm): 4.514
Largura (mm): 1.700
Altura (mm): 1.572
Entre-eixos (mm): 2.669

Direção: Hidráulica

Suspensão: Dianteira: Independente tipo McPherson
Traseira: Eixo de torção

Freios: Dianteiro: Discos sólidos
Traseiro: Tambor

Pneus: 195 55 R16

Rodas: Roda de liga leve de 16 polegadas

Velocidade máxima (km/h): 170

Aceleração 0 a 100 km/h: 10,4s

Porta-malas: 1.100 litros

Tanque: 59 litros

Preços: A partir de R$ 57.000

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: