Power faz grande prova, segura Newgarden no fim e vence em Pocono

Power faz grande prova, segura Newgarden no fim e vence em Pocono. Foto: IndyCar

Australiano Will Power teve problemas durante a prova, chegou a ir para o fim do pelotão, mas com tática perfeita ganhou as 500 Milhas de Pocono. Tony Kanaan teve grande desempenho

Por Leticia Senna

O australiano Will Power provou neste domingo (20) que, por detalhe, não está entre os três primeiros colocados na temporada 2017 da Fórmula Indy. O piloto da Penske fez uma grande corrida e venceu as 500 Milhas de Pocono de forma impressionante. Power repetiu a dose no oval longo da Pensilvânia (EUA), já que em 2016 também ganhara a prova. O atual líder do campeonato e companheiro de Penske de Power, Josef Newgarden, finalizou a corrida na segunda colocação, seguido por Alexander Rossi, da Andretti.

Power fez uma estratégia diferente dos demais competidores em Pocono. Enquanto os pilotos da frente se revezavam em ritmo forte, o australiano foi no esquema “devagar e sempre”. Aliás, o piloto do carro #12 teve muitos problemas durante as quase três horas de prova.

Power faz grande prova, segura Newgarden no fim e vence em Pocono. Foto: IndyCar

Com o protetor da roda traseira quebrado, Power chegou a perder uma volta e foi para o fim do grid. Mas, na persistência, o australiano foi galgando posições até chegar à liderança nos dois stints finais. Segurou Newgarden ao tomar a linha de dentro do oval, deixando ao adversário o lado sujo da pista.

Considerado um dos especialistas em ovais, o brasileiro Tony Kanaan fez uma grande prova. O piloto da Ganassi ganhou três posições ainda na largada e liderou uma parte da corrida. Na fase final da prova, deu um gás para tentar a vitória, mas perdeu ritmo e finalizou em quinto lugar.

Já Helio Castroneves fez uma corrida de recuperação. Após bater forte no treino classificatório do sábado, o brasileiro largou em 20º. O piloto da Penske jamais chegou entre os ponteiros da prova, mas cruzou a linha de chegada em sétimo. Porém, com o sexto lugar de Scott Dixon e o segundo posto de Newgarden, Helinho caiu para a terceira posição do campeonato.

Poucas bandeiras amarelas na prova

Apesar da prova de Pocono ser em oval longo, houve poucas bandeiras amarelas. O primeiro a provocar a entrada do Safety Car foi o mexicano Esteban Gutiérrez na volta 23. Ele escorregou na saída da curva 3 e tocou levemente o muro. A batida prejudicou o chassi do Dale Coyne #18.

Mais tarde, o colombiano Sebastián Saavedra bateu na proteção do muro e parou perto da saída dos boxes, provocando a bandeira amarela de precaução na volta 117. Mas a parada que mais chamou a atenção foi pelo choque entre o canadense James Hinchcliffe e o norte-americano JR Hildebrand na volta 126. Ninguém se machucou. Hinchcliffe ainda disse ter sido culpado pelo choque.

No final, a tática, a paciência e a inteligência deram a terceira vitória no ano para Will Power. O australiano chegou aos 452 pontos, na quinta posição do campeonato da F-Indy, faltando três provas para o final da temporada. Newgarden lidera com 494 pontos, contra 476 de Dixon e 472 de Castroneves. Simon Pagenaud, atual campeão, é o quarto colocado com 468 pontos. Ou seja, não há nada definido no campeonato.

A próxima etapa da F-Indy será no oval curto de Gateway, em Madison, no estado de Illinois (EUA), na noite do próximo sábado (26).

Resultado final – 500 Milhas de Pocono

1. Will Power (AUS/Penske-Chevrolet) – 200 voltas
2. Josef Newgarden (EUA/Penske-Chevrolet) – a 0s527
3. Alexander Rossi (EUA/Andretti-Honda) – a 0s711
4. Simon Pagenaud (FRA/Penske-Chevrolet) – a 0s877
5. Tony Kanaan (BRA/Ganassi-Honda) – a 2s906
6. Scott Dixon (NZL/Ganassi-Honda) – a 3s354
7. Helio Castroneves (BRA/Penske-Chevrolet) – a 3s727
8. Ryan Hunter-Reay (EUA/Andretti-Honda) – a 4s083
9. Graham Rahal (EUA/RLL-Honda) – a 4s688
10. Carlos Muñoz (COL/Foyt-Chevrolet) – a 6s933
11. Marco Andretti (EUA/Andretti-Honda) – a 9s461
12. Ed Carpenter (EUA/Carpenter-Chevrolet) – a 10s450
13. Takuma Sato (JAP/Andretti-Honda) – a 11s239
14. Conor Daly (EUA/Foyt-Chevrolet) – a 19s805
15. Gabby Chaves (COL/Harding-Chevrolet) – a 20s679
16. Charlie Kimball (EUA/Ganassi-Honda) – a 24s452
17. Ed Jones (EAU/Dale Coyne-Honda) – a 25s069
18. Max Chilton (GBR/Ganassi-Honda – Não completou
19. JR Hildebrand (EUA/Carpenter-Chevrolet) – Não completou
20. James Hinchcliffe (CAN/Schmidt Peterson-Honda) – Não completou
21. Sebastián Saavedra (COL/Schmidt Peterson-Honda) – Não completou
22. Esteban Gutiérrez (MEX/Dale Coye-Honda) – Não completou

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: