Volvo Cars apoia movimento do Maio Amarelo

Volvo Cars apoia movimento do Maio Amarelo

Ao longo de seus 90 anos, a Volvo Cars sempre contribuiu de forma determinante para aumentar a segurança dos automóveis.

Os empreendedores Assar Gabrielsson e Gustaf Larson fundaram a Volvo Cars em 1927 com uma ideia fixa: “Tudo o que fazemos começa com as pessoas”. A partir do compromisso, a história de inovação da fabricante sueca se desenvolveu.  Sempre em torno do transporte seguro de passageiros e da segurança de seus veículos para com as pessoas.

“Por isso, iniciativas como o movimento Maio Amarelo, criado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, recebem o apoio da Volvo Cars”, afirma o CEO, Luiz Rezende.

A Volvo Cars realizou inovações que mudaram a história do setor, e que até hoje encontram-se nos carros que rodam pelo mundo.

 

Confira as inovações da Volvo Cars:

1959: cinto de segurança de três pontos
A Volvo abriu mão do direito da patente industrial, permitindo que outras montadoras utilizassem o equipamento. Estima-se que o uso generalizado do cinto de segurança de três pontos tenha salvado milhares de vidas.

1972: cadeira infantil para o banco traseiro
A fabricante se inspirou nos astronautas, que se inclinavam durante a decolagem dos foguetes, para criar o acessório de segurança, responsável por minimizar lesões em crianças. Em 1976, houve outra inovação com as cadeiras infantis permitindo elevação. Finalmente, em 1990, a cadeira de elevação foi integrada ao banco traseiro.

Ambiente limpo

1976: sonda lambda
Grande inovação da Volvo Cars por um ambiente mais limpo. Trata-se de um pequeno sensor que indica a presença de oxigênio nos gases do escapamento. O equipamento possibilita o controle da quantidade de combustível enviado ao motor. O item foi responsável por reduzir as emissões em cerca de 90%. Praticamente todos os carros com motor a gasolina do mundo têm uma sonda lambda instalada.

1991: proteção contra impacto lateral
O Sistema de Proteção Contra Impactos Laterais (SIPS) tinha uma estrutura forte, com materiais que absorviam energia na parte interna do banco. Outro item mundialmente inédito foi o airbag de impacto lateral, de 1994.

Proteção

1998: sistema de proteção contra o efeito chicote
O mecanismo usa um apoio para a cabeça do ocupante, além do design de banco mais inteligente, que oferece suporte uniforme durante uma colisão. Mais uma inovação da Volvo que reduziu pela metade o risco de problemas médicos de longo prazo por lesões em motoristas e passageiros.

1998: cortina inflável
Nos casos de impacto lateral, uma cortina lateral infla em 25 milésimos de segundos e absorve até 75% do impacto da cabeça.

2002: sistema de proteção contra capotamento
Para evitar capotamentos – ocorrência frequente depois da popularidade dos SUVs – a Volvo Cars superou a questão em duas frentes. Na primeira, melhorou a estabilidade de seus veículos com o sofisticado sistema eletrônico de controle de estabilidade. Na segunda, aprimorou a estrutura de segurança do teto do veículo com aço ao boro, extremamente resistente.

2003: sistema de informação de ponto cego (BLIS)
Composto por câmeras e um radar, o sistema foi desenvolvido para acabar com o ponto cego. Quando um veículo entra nessa área do motorista, uma luz de aviso se acende perto do retrovisor externo. A medida garante ao condutor tempo suficiente para evitar uma colisão.

Carro freia sozinho

2008: City Safety
Ao analisar por anos diversos estudos sobre acidentes automotivos, a Volvo Cars descobriu que 75% das colisões ocorrem em velocidades de até 30 km/h. Em 50% dos choques traseiros, o motorista de trás não conseguia frear. Com base nessas informações, foi criado o City Safety. O equipamento detecta a proximidade do veículo à frente. Se o motorista não acionar o pedal do freio, o Volvo freia sozinho em até 50 km/h.

2013: airbag para pedestre
Com o lançamento do V40, a Volvo fez a estreia mundial do dispositivo. Ele funciona a partir de uma série de sensores no para-choque dianteiro que identificam a presença de pedestres. Em caso de colisão, a tampa do capô é levantada parcialmente e uma bolsa de ar é aberta sobre o motor. Os equipamentos minimizam o impacto do pedestre com o veículo. O airbag só é acionado no caso de impacto com a frente do carro entre 20 km/h e 50 km/h.

Maio amarelo

Com inúmeros apoiadores no Brasil, o Maio Amarelo tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito. Ainda age no sentido de mobilizar as pessoas e colocar em pauta a segurança viária.

Em 2017, o movimento lançou a tag #MinhaEscolhaFazADiferença, promovendo propagandas e ações para conscientizar motoristas e motociclistas sobre a importância das atitudes no trânsito.

*Redação: Isabela Soares

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *