Mercedes-Benz vende ônibus de piso baixo para o Chile

Ônibus de piso baixo da Mercedes-Benz está no Chile

Ao todo, 94 unidades de piso baixo foram comercializadas. Deste total, 68 veículos já estão em circulação na capital chilena, Santiago

A Mercedes-Benz do Brasil está participando da renovação de frota de ônibus no Chile. A empresa é a maior fabricante de ônibus da América Latina. Recentemente, 94 unidades do chassi de ônibus O 500 U foram entregues ao país. Elas irão propiciar aos usuários do Sistema Transantiago elevado conforto e segurança. Isso será assegurado pelo piso baixo. Um item garante melhor acessibilidade e agilidade nos embarques e desembarques dos passageiros.

Ônibus de piso baixo já estão em circulação

Do total de unidades comercializadas, 68 novos ônibus desse modelo de piso baixo já estão em circulação no Sistema de transporte público Transantiago. E outras 26 unidades entrarão em operação, ainda neste ano, no principal sistema de transporte por ônibus da capital chilena. A linha alimenta modais de grande demanda, como o metrô e o trem da cidade. Os veículos foram adquiridos pelas operadoras Buses Vule, Metbus e STP Santiago.

Os modelos O 500 U comercializados nessa última transação comercial para o Chile foram desenvolvidos para as aplicações urbanas. E também têm como destaques o piso baixo e a suspensão pneumática. Ela aumenta o nível de conforto nas viagens. O modelo é equipado com motor OM 926 LA de 256 cv. Ele garante excelente desempenho no tráfego intenso dos grandes centros urbanos.

É forte a presença dos veículos Mercedes-Benz no transporte coletivo urbano da capital chilena. E a empresa ganha ainda mais evidência pelo fato do Transantiago operar com alta demanda. Diariamente são transportados mais de 1,5 milhões de pessoas.

“Comercializamos o modelo O 500 U desde a implementação desse Sistema, que requer ônibus de grande versatilidade, robustez e resistência para encarar a rotina de transporte com grande movimentação de passageiros, como é o caso da cidade de Santiago do Chile”, explica Matthias Barth, diretor geral da Daimler Latina.

Grande participação no transporte público chileno

Desde 2007, ano de inauguração do Transantiago, a Mercedes-Benz comercializou cerca de 3.400 ônibus com a empresa. Entre os modelos estão 0 500 U, O 500 UA, LO 915, LO 916 e OH 1115. Atualmente, a marca tem mais de 50% de participação apenas nesse Sistema de transporte público. As negociações com o mercado chileno são intermediadas pelo Grupo Kaufmann, representante da marca no país.

“O Chile é um grande exemplo de que os clientes e os usuários reconhecem os atributos de nossos produtos”, declara Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.

Participação nas exportações de ônibus

A Mercedes-Benz tem aumentado a sua participação no mercado chileno que teve crescimento nos últimos anos. Em 2015 o market share era de 49,8% com 871 unidades. Em 2016  aumentou para 52,4% com 970 ônibus.

“Para 2017, a expectativa também é de avanço nas vendas”, diz Matthias Barth, diretor geral da Daimler Latina. “No acumulado do quadrimestre, por exemplo, foram vendidas 475 unidades, o que representa 58,5% do mercado”, destaca. “Foi um aumento de 33,7% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram comercializados 315 ônibus e a participação de mercado era de 44,2%”, explica.

A Mercedes-Benz do Brasil exportou em 2016 o total de 6.527 ônibus, 10,5% a mais em relação a 2015, quando foram comercializadas 5.902 unidades. No quadrimestre de 2017, o resultado foi de 1.908 ônibus exportados, o que representa um aumento de 12,4% em relação ao mesmo período de 2016 com 1.697 unidades.

Tecnologia produzida e testada no Brasil

A fábrica de São Bernardo do Campo (SP), onde são produzidos os ônibus Mercedes-Benz, é o centro mundial de competência do Grupo Daimler para o desenvolvimento e a produção de chassis de ônibus. A Empresa conta também com o maior CDT, Centro de Desenvolvimento Tecnológico, do Grupo Daimler fora da Alemanha.

Nele são desenvolvidos e testados os produtos e as tecnologias aplicadas nos ônibus, caminhões e agregados. Pioneiro no Brasil, este CDT é o maior da América Latina entre todos os fabricantes de veículos comerciais.

Como maior exportadora de veículos comerciais da América Latina, a Mercedes-Benz tem comercializado seus ônibus e caminhões para mais de 40 países nos últimos anos. A grande aceitação dos produtos nos mercados de sua atuação é garantida não apenas pela qualidade do produto, mas também pelo amplo suporte oferecido aos clientes por meio dos serviços da marca.

Karen Espinosa

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: