Na rota da soja goiana

Por Leonardo Andrade
redacao@transportabrasil.com.br

Dá gosto ver uma plantação de soja, ou de milho, ou de qualquer produto que enriqueça o agronegócio brasileiro. O produtor nacional soube se modernizar, faz logística reversa, trata suas sementes, trabalha com eugenia, polêmicas à parte…

Todo o capricho do produtor rural está sendo traduzido na safra recorde que o Brasil espera colher em 2017: mais de 210 milhões de toneladas de grãos, leguminosas, oleaginosas e tantos outros produtos.

Só de soja e milho, mais de 150 milhões de toneladas sairão das regiões produtoras, que se concentram no Sul e no Centro-Oeste do país, e é necessário ter um bom sistema e boas máquinas pra puxar toda essa produção e garantir as exportações brasileiras para gigantes como China e Europa.

No campo, o transporte, o transbordo e a movimentação dos insumos e dos produtos colhidos contam com alta tecnologia, veículos novos e grandes sistemas por trás. A Mercedes-Benz, por exemplo, está voltando a ser uma marca de caminhões cotada pelos operadores do transporte do agronegócio, pois há alguns anos se preparou para voltar a ser um player importante desse mercado de extrapesados.

Primeiro foi ouvir os transportadores e produtores do Mato Grosso e Goiás para saber o que faltava em seus caminhões. Depois fez modificações em sua linha e trouxe o novo Actros, extrapesado que está conquistando mercado nos rincões do Brasil. A marca tem oferecido os caminhões de sua linha para os clientes do agronegócio e até inovou em criar uma solução “taylor-made” para um cliente goiano, negociando 20 caminhões por meio de leasing operacional.

Uma novidade para o mercado, que ainda tem esta modalidade engatinhando em relação aos outros produtos financeiros para a compra de caminhões. O mercado ainda agoniza, mas a alta na demanda, a supersafra, a melhora no consumo e o otimismo do mercado deverão melhorar os ares. Vamos esperar…

Enquanto isso, no Pará, mais de cinco mil caminhoneiros sofreram até três semanas de isolamento, penúria e descaso. Carregados com toneladas de soja, os caminhões ficaram atolados no lamaçal batizado de BR-163… Uma rodovia que, em condições normais, já é um caminho desafiador para o lado Norte do escoamento da soja brasileira, nos portos paraenses. Em condições de temporais, como os que aconteceram e continuam a acontecer na região do Sudoeste do Pará, a via fica intransitável, deixando parados os transportadores, sem água, sem comida e sem ligação com o mundo.

O DNIT e outros órgãos que cuidam (mal) do transporte brasileiro agiram e prometem uma solução. De que adianta a montadora fazer um caminhão de alta tecnologia, se não existem estradas pra rodar nesse País? A supersafra fica comprometida.

Na próxima semana vamos comentar a Carta da Anfavea e o desempenho do primeiro bimestre do mercado de caminhões no Brasil.

Até a próxima!


Leonardo Andrade é Editor-chefe do Portal Transporta Brasil.
Este texto é uma produção exclusiva para o Autos Giros

Leia mais

Conforto é bom, e todo mundo gosta Por Leonardo Andrade redacao@transportabrasil.com.br   Não é à toa que a profissão de motorista de transporte de cargas é considerada penosa pela legislação trabalhista, merecedora, inclusive, de um adicional de penosidade e detentora de recordes de casos de morte, invalidez e perda de saú...
A hora e a vez dos automatizados Com a Iveco lançando seu caminhão semipesado com transmissão automatizada, o mercado brasileiro de caminhões entra em novo patamar de entrega de números par ao cliente Passar marcha o dia inteiro, trocar no tempo, caixa seca, bater caixa, reduzida, caixa sem anel sincronizado... Câmbio manual dá ...
Mercado custando a retomar Por Leonardo Andrade redacao@transportabrasil.com.br Os números não são animadores ainda. A edição da Carta da Anfavea de março traz os números fechados do primeiro bimestre e, no total de caminhões, existe uma queda de 32,2% nos licenciamentos totais em fevereiro, em comparação com o mesmo mês do...
Saudações extrapesadas! Por Leonardo Andrade redacao@transportabrasil.com.br Olá leitores do Autos Giros! Eu sou o Leonardo Andrade, jornalista especializado em transporte de cargas e passageiros, e a partir de hoje tenho o prazer de fazer parte da família Autos Giros, nesta parceria com meu querido amigo Daniel Jacques....

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *