Avaliamos: Nissan Kicks 2017

O Autos Giros teve a oportunidade de testar o Nissan Kicks SL, carro oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Por Daniel Jacques

O lançamento do Nissan Kicks, no ano passado, foi cercado de muita expectativa. Primeiro por que a Nissan fez uma forte campanha de pré-divulgação e apostava muito no modelo. Afinal, ele seria o carro oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016, evento do qual a marca japonesa foi a patrocinadora master.

Depois, por que parecia uma aposta arriscada. Um carro com um design incomum para a marca no país, em um segmento que, se por um lado vinha e se mantém em forte crescimento, por outro ainda era inexplorado pela Nissan por aqui.

Pois é, a aposta deu certo.

O Autos Giros teve a oportunidade de testar o Nissan Kicks SL. Se desde o lançamento o carro já chamava a atenção pelo design moderno, com linhas altas, design levemente arredondado, faróis dianteiros com assinatura em LED e traseiros que “saltam” “apontando” para as laterais, os testes trouxeram ainda outras boas surpresas.

A começar pelo motor 1.6 16V de 115 cavalos de potência e 15,5 kgfm de torque que, como se esperava, responde bem em acelerações e retomadas. Além disso, o conforto ao dirigir e mesmo para passageiros também agrada bastante.

Quando se entra no carro, a parte superior do painel, os bancos e o volante multifuncional em couro são os primeiros itens a chamar a atenção. Os bancos zero-gravity também garantem o conforto mesmo em pegadas longas de estrada.

A tela de sete polegadas atrás do volante traz o computador de bordo totalmente controlado e configurável pelos botões no lado esquerdo do volante. Com ele é possível verificar dados como consumo – total, parcial A e B, média de velocidade e consumo de combustível. Controles de estabilidade do chassi, funções de assistência ao condutor e bússola também estão ao alcance da mão.

Dentro do Nissan Kicks

Para ligar, o botão de partida sem chave é um detalhe que ajuda a dar sofisticação ao carro. O motor ligado comprova que isolamento acústico também é muito bom, garantindo tranquilidade ao motorista e conforto para ouvir rádio, conversar ou mesmo fazer ligações ou ouvir músicas sem tirar as mãos do volante pareando o smartphone à central multimídia por bluetooth. Os controles do telefone também estão ao alcance da mão direita do motorista, no volante.

Câmbio CVT sequencial

Ao dirigir, outra grande qualidade do SUV da Nissan aparece. O câmbio CVT sequencial, que já estava presente em modelos como o Sentra e o Versa (e deve chegar a toda a linha em breve) encaixou perfeitamente com o Kicks que tem um perfil diferenciado em relação aos seus “irmãos” da marca japonesa.

“Assim como os outros modelos equipados com o CVT da Nissan, o Kicks não tem troca de marchas. Explicando sem muitos detalhes técnicos, a transmissão conta com dois cones ao contrário ligados por uma corrente. Esta corrente é que faz as relações de força e potência que o motor demanda, de acordo com as ações de aceleração, frenagem ou estabilidade do motorista naquele instante.”, explica Rogério Sutelo, gerente comercial da IESA Nissan Porto Alegre.

Se prestar atenção, quem dirige o Nissan Kicks ouve a troca de marchas. Sobre isso, Sutelo afirmou que “O Kicks tem uma simulação de troca de marchas por que o público do carro quer. É algo esperado pela sua esportividade.”.

Câmera 360º

O conjunto multimídia, com tela central também de sete polegadas, é bastante completa. Conta com rádio, espaço para CD, AUX e conectividade bluetooth e ar condicionado dual zone. Contudo, é aqui também que se encontra um dos grandes diferenciais do Nissan Kicks: a câmera aérea 360º.

A imagem é formada com o auxílio com câmeras especiais, localizadas abaixo dos retrovisores, na grade dianteira e na traseira. Ela mostra uma visão “aérea” do carro, facilitando e muito a identificação da distância de obstáculos ou outros veículos, principalmente na hora de estacionar ou manobrar o carro.

Acionada sempre que o motorista seleciona a marcha a ré, a câmera 360º também está disponível quando o veículo anda para frente, bastando para isto apertar o botão Câmera, localizado no painel central.

O SUV da Nissan também conta com câmera frontal, traseira e lateral (do lado direito, também bastante útil para ultrapassagens e manobras) e sensor  de estacionamento.

Bom nível de consumo

A média de consumo do Nissan Kicks foi bastante satisfatório. Na cidade, os 9,9 km/l estão na média da maioria dos concorrentes. Na estrada, em um trecho plano de aproximadamente 40 quilômetros o carro fez a surpreendente média de 17 km/l. A mesma viagem, com subida de uma região serrana e percurso total de 120 quilômetros chegou ao fim com média 14,7 km/l (imagem abaixo ilustrativa).

Depois do percurso foram testadas o modo de direção Sport, que muda as respostas do motor, dando prioridade à performance, e a Low, que ajuda muito nas partes mais inclinadas ou para ultrapassagens. Em contrapartida, aAmbas aumentam o consumo.

Conclusão

De fato, a aposta da Nissan deu certo. Conforto, ótima dirigibilidade, o câmbio CVT e a câmera 360º fazem do SUV Kicks um modelo diferenciado no mercado. A versão avaliada foi a topo de linha SL, que desde o lançamento tem preços por volta de R$ 89.000.

O visual único agrada bastante aos passageiros, o ótimo conforto a suavidade quando em movimento também. Lançado nos primeiros dias de julho, e portanto tendo apenas um semestre de vendas em um ano complicado para o setor, o modelo alcançou a 7ª posição entre os SUVs, a menos de 1400 unidades do 5º colocado.

A estratégia da Nissan de lançar primeiro unicamente a versão top às vésperas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro – batendo forte no conceito de “carro oficial” – pode ter ajudado na rápida consolidação do modelo no mercado. Contudo, são suas próprias qualidades que o farão se manter e ir cada vez mais longe.


Ficha técnica Nissan Kicks 2017


Motor (combustível): 1.6 16V 4 cilindros em linha

Potência: 114 cv @ 5.600 rpm (etanol / gasolina)

Velocidade máxima (km/h) 175

Aceleração 0 a 100 km/h: 12s

Torque: 16,5 m.kgf / @ 4.500 RPM (1.6 etanol)

Consumo (no teste): Cidade: 9,9 km/l
Estrada: 14,7 km/l

Transmissão: XTRONIC CVT automática com função Sport

Dimensões: Comprimento (mm): 4.295
Largura (mm): 1.760
Altura (mm): 1.595
Altura livre do solo (mm): 200
Entre-eixos (mm): 2.610
Ângulo de ataque: 20º
Ângulo de saída: 28º

Direção: Elétrica com assistência variável

Suspensão: Dianteira: Independente, McPherson e barra estabilizadora
Traseira: Eixo de torção

Freios: Dianteiros: Discos ventilados. ABS com EBD
Traseiros: Tambor. ABS com EBD

Pneus:: 205 / 55 R17

Rodas: Roda de liga leve de 17 polegadas

Porta-malas: 432 litros

Tanque: 41 litros

Preços: A partir de R$ 89.000

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: