Família Prius representa 60% das vendas de veículos híbridos da Toyota

A Toyota alcançou a marca de 10 milhões de veículos híbridos comercializados em todo o mundo. Deste total, a família Prius responde por mais de 60%, com 6,1 milhões de unidades vendidas. O número foi alcançado em 31 de janeiro deste ano , e demonstra o avanço da tecnologia híbrida.

A marca japonesa estima que a utilização de sua gama de veículos híbridos já deixou resultados importantes. Segundo levantamento, a “substituição” dos carros à combustão evitou a emissão de aproximadamente 77 milhões de toneladas de CO2 e economizou mais de 29 bilhões de litros de gasolina.

O auxílio na mitigação dos efeitos adversos ao meio ambiente, proveniente dos automóveis, tem sido uma prioridade para a Toyota. Seguindo fielmente a premissa de que veículos ecologicamente corretos só podem ter impacto positivo significativo se forem amplamente utilizados, a fabricante tem incentivado a adoção e absorção em massa da tecnologia pelo mercado global.

Prius 1997

Toyota fecha 2016 entre as cinco principais marcas do Brasil. Foto: Divulgação

O Toyota Prius foi lançado em 1997, e foi primeiro automóvel híbrido produzido em massa no mundo. Desde então os carros híbridos da marca vêm alcançando larga aceitação e apoio em todo o mundo. Este último marco (de 10 milhões de unidades) foi conquistado apenas nove meses após a Toyota ter celebrado a venda de nove milhões de unidades, em abril de 2016.

Reduzir emissões de gases de efeito estufa tornou-se um problema central para a sociedade contemporânea. Por isso, a equipe de engenheiros da Toyota estava convencida, em 1997, de que a tecnologia era essencial para o futuro. Assim, o time foi capaz de desenvolver o primeiro carro de passageiros híbrido produzido em massa no mundo.

Quarta geração

A quarta geração do Prius tornou-se o primeiro veículo construído sobre a plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture). Lançado no Brasil em junho de 2016, a nova versão tem foco na eficiência e desempenho ambiental. Isto, no entanto, sem deixar de entregar alta performance e prazer de condução.

Deixe uma resposta