Ford investe US$ 1 bilhão para desenvolvimento de carros autônomos

A Ford anunciou um investimento de US$ 1 bilhão na Argo AI, empresa de inteligência artificial, nos próximos cinco anos, para desenvolver um sistema de direção virtual para carros autônomos. A montadora pretende lançar seu veículo autônomo em 2021, com possibilidade de licenciamento para outras empresas.

Especializada em robótica e inteligência artificial, a Argo AI foi fundada por Bryan Salesky (terceiro na foto, da esquerda para a direita), presidente da empresa, e Peter Rander (na foto, o primeiro à esquerda), chefe de Operações. Ambos são ex-alunos do Centro Nacional de Engenharia Robótica da Carnegie Mellon, em Pittsburgh, na Pensilvânia (EUA), e ex-líderes das equipes de carros autônomos do Google e do Uber, respectivamente.

“A próxima década será definida pela automação do automóvel e os veículos autônomos terão um impacto tão significativo na sociedade como a linha de montagem da Ford teve há 100 anos”, aposta Mark Fields (segundo à esquerda na foto), presidente da Ford.

A equipe atual que desenvolve o sistema de direção virtual da Ford – o software de aprendizado de máquina que atua como o cérebro dos veículos autônomos – será combinado com a experiência em robótica da Argo AI. Essa parceria inovadora vai contribuir para o desenvolvimento do sistema de direção virtual dos carros de nível SAE 4 da Ford, que terá plena autonomia.

“Estamos empolgados com o compromisso e visão da Ford quanto ao futuro da mobilidade e acreditamos que essa parceria permitirá a comercialização de carros autônomos em uma escala que tornará a mobilidade acessível para todos”, diz Salesky.

Pelo acordo de parceria, a Ford será a acionista majoritária da Argo AI, mas a startup de robótica terá independência total para operar. O conselho da Argo AI terá cinco membros: Raj Nair (último à direita na foto); John Casesa, vice-presidente de Estratégia Global da Ford; Salesky; Rander; e um diretor independente.

Colaborou Leticia Senna

Deixe uma resposta