General Motors muda estrutura executiva na América do Sul

General Motors muda estrutura executiva na América do Sul. Foto: Divulgação

A General Motors América do Sul está reorganizando sua estrutura regional. A partir de agora ela contará com três unidades de negócios com efeitos imediatos. São elas: GM Mercosul, GM Andina e GM Central.

As três unidades

As operações da Argentina e Brasil serão consolidadas em uma unidade de negócios denominada GM Mercosul. Este braço estará sob a liderança de Carlos Zarlenga, atualmente presidente da GM do Brasil.

As operações na Colômbia, Equador e Venezuela serão integradas na GM Andina. A liderança estará a cargo de Paris Pavlou, atual presidente da GM Argentina.

Já as atividades nos países Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai serão consolidadas como GM Central. O responsável por esta operação será Fernando Agudelo, atual presidente da GM Chile.

GM América do Sul

As três unidades de negócios continuarão a fazer parte da estrutura da GM América do Sul. Todas deverão se reportar a Barry Engle, presidente da GM América do Sul.

“Nosso foco principal com esta renovação em nossa estrutura na América do Sul é aumentar a eficiência. Estamos reduzindo a burocracia e acelerando o processo de tomada de decisões. Acreditamos que a simplificação da nossa estrutura regional irá sustentar o crescimento da nossa marca Chevrolet”, afirmou Barry Engle, presidente da GM América do Sul.

“Temos liderado o mercado sul-americano há 16 anos consecutivos. Nosso objetivo final é ter uma empresa focada no cliente, oferecendo os melhores produtos e serviços. Assim tornaremos nosso negócio mais competitivo globalmente”, disse.

GM Mercosul

Carlos Zarlenga, 43 anos, assume a GM Mercosul, integrando as operações na Argentina e Brasil com o compromisso de consolidar e expandir a liderança da Chevrolet. Para isto, seguirá oferecendo aos clientes veículos com a mais alta qualidade, design inovador e tecnologia surpreendente.

Zarlenga traz à nova posição um profundo conhecimento e experiência global na gestão de operações complexas. Em seu papel atual como o presidente de GM do Brasil, ele conduziu a renovação da linha Chevrolet e o lançamento de novas tecnologias de eficiência energética e conectividade total.

“Temos uma forte base de manufatura em ambos os países. Nosso objetivo é alavancar oportunidades de negócios, aproveitando ao máximo nossa excelente rede de concessionárias e o talento de nossas pessoas”, disse Carlos Zarlenga.

Antes de assumir a presidência da GM do Brasil, Carlos Zarlenga atuou como Chief Financial Officer (CFO) da General Motors América do Sul (GMSA) e como Presidente da GM Argentina, Uruguai e Paraguai (GMA).

Anteriormente, Zarlenga foi Vice-Presidente e CFO da General Motors Coreia e Diretor do Conselho de Administração da GM Uzbequistão, uma joint-venture entre a GM e o Governo do Uzbequistão.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: