Nissan iniciará testes de condução autônoma na Europa em breve

Nissan iniciará testes de condução autônoma na Europa em breve. Foto: Divulgação

A Nissan vai fazer demonstrações reais de condução autônoma na Grã-Bretanha no próximo mês. As demonstrações serão organizadas nas ruas de Londres, permitindo que os veículos e seus passageiros percorram uma vasta área urbana. O veículo utilizado será o elétrico mais vendido do planeta, o Nissan Leaf.

Autoridades públicas, técnicos e especialistas em segurança estarão entre os passageiros. Eles terão a oportunidade de experimentar e testar a tecnologia em um ambiente real.

Estas serão as primeiras demonstrações da tecnologia de condução autônoma da Nissan em ruas europeias. A ação é mais uma etapa da implementação do conceito de Mobilidade Inteligente da Nissan. O objetivo é mudar a forma como os carros são conduzidos, propulsionados e integrados à sociedade.

Condução autônoma

Os testes acontecerão após o anúncio de que tanto o renovado Nissan Qashqai (acima) como o novo Nissan Leaf, cujo lançamento está previsto para acontecer em breve, serão equipados com tecnologia de condução autônoma para permitir que esses modelos sejam conduzidos sem motoristas em autoestradas de faixa única.

Este anúncio foi feito após uma visita de Greg Clark, Secretário de Estado de Negócios, Energia e Estratégia Industrial do Reino Unido, ao Centro Técnico da Nissan Europa (NTCE), localizado em Cranfield, Bedfordshire.

O NTCE

O NTCE é o polo de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Nissan na Europa. Este centro está desenvolvendo tecnologias de condução autônoma e novas tecnologias avançadas. Entre as áreas em estudo estão combustíveis, energia e eficiência, em parceria com o Centro Técnico da Nissan e o Centro Técnico Avançado da marca, no Japão.

“O governo e a indústria estão trabalhando juntos para expandir nossa reputação global como um dos principais polos de Pesquisa & Desenvolvimento e produção automobilística. Assim como a Nissan está fazendo aqui em Cranfield, queremos ver outros centros sendo desenvolvidos”, explica. “Nosso objetivo é fazer de nosso país um líder no desenvolvimento e testes de tecnologias automotivas. Isto para que possamos receber tanto a nova geração de produção de automóveis como sua cadeia de fornecedores aqui no Reino Unido”, comentou Greg Clark.

 

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: