Volkswagen faz acordo com governo dos Estados Unidos sobre caso “Dieselgate”

Volkswagen faz acordo com governo dos EUA sobre "Dieselgate". Foto: Divulgação

A Volkswagen AG chegou a um acordo com o governo dos Estados Unidos sobre o escândalo de fraudes em emissões de motores diesel, o chamado “Dieselgate”. A decisão encerra os processos criminais, ambientais ou civis contra a companhia sobre o tema.

A marca alemã concordou em pagar multas e punições que totalizam US$ 4,3 bilhões. Além disso, adotará uma série de medidas para reforçar seus sistemas de conformidade e controle. Também foi aceito pelo grupo alemão a nomeação de um auditor independente por um período de três anos.

“A Volkswagen lamenta profundamente as condutas que deram origem a esta questão do diesel. Desde que tudo isso foi revelado nós temos trabalhado incansavelmente para fazer as coisas certas para os consumidores atingidos.”, afirmou Matthias Müller, CEO do Grupo Volkswagen.

Matthias Müller, CEO do Grupo Volkswagen. Foto: Divulgação

“Posso dizer que já conseguimos algum progresso nisso. Os compromissos que nós definimos com o governo dos Estados Unidos refletem nossa determinação em resolver esta má conduta. Esta fraude foi contra todos os valores que a Volkswagen acredita. Isto é um passo importante para nossa empresa e para todos os nossos funcionários. “, ressaltou.

Investigações antes do acordo

Hans Dieter Pötsch, Presidente do Conselho da Administração do grupo alemão afirmou que “quando o assunto do diesel veio a público, nós prometemos que iríamos até o fim para descobrir como isso aconteceu, de forma abrangente e objetiva. Uma força tarefa dos nossos auditores iniciou uma investigação imediatamente. Seu foco eram os processos e sistemas de relatórios e monitoramento. Não somos mais a mesma empresa que éramos há 16 meses. O Conselho de Supervisão e o Conselho de Administração têm encarado de frente ações passadas”.

O acordo da montadora com o governo norte-americano que encerra o caso conhecido como “Dieselgate” contém quatro compromissos, incluindo um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Ele também traz uma declaração de fatos que estabelece as conclusões e os fatos estabelecidos sobre as origens e evolução da má conduta no diesel assunto.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: