Dodge Challenger GT: o muscle cupê com tração integral

Dodge Challenger GT: o muscle cupê com tração integral. Foto: Divulgação

A Dodge está lançando o novo Dodge Challenger GT 2017. Como sua principal inovação, o modelo é o primeiro e único muscle cupê de tração integral do mundo.

Segundo Tim Kuniskis, chefe das marcas Dodge, SRT, Chrysler e Fiat para a América do Norte, o Challenger sempre foi o muscle cupê mais abrangente e funcional. “A nova versão GT, com tração integral e 305 cv, estende ainda mais os limites funcionais e geográficos do modelo”.

O Dodge Challenger GT 2017 AWD é impulsionado pelo premiado motor Pentastar V6 de 3,6 litros. Ele é capaz de entregar 305 cv de potência e 37 kgfm de torque. O sistema especial de indução de ar e coletores duplos de escape disponibiliza mais de 90% do torque máximo de 1.800 a 6.400 rpm.

Tração integral

A eficiência energética também é destaque. O câmbio automático TorqueFlite de oito marchas faz com que o Challenger GT tenha consumo de 7,6 km/l na cidade e 11,5 km/l em estrada.

O cupê apresenta o sistema de tração nas quatro rodas de alto desempenho da Dodge. Este sistema inclui caixa de transferência ativa e desligamento do eixo dianteiro.

O Challenger GT transita perfeitamente entre as trações traseira e integral sem intervenção do motorista. Em condições normais, o eixo dianteiro é desengatado, e 100% do torque vai para as rodas traseiras. Isto preserva o excelente desempenho de condução e características de veículo com as rodas posteriores motrizes.

Quando os sensores pedem tração adicional, o sistema engata automaticamente o eixo dianteiro. A transição do Challenger GT para o modo de tração nas quatro rodas é automática.

Com o Controle Dinâmico do Veículo (VDC), o Challenger GT AWD tem equilíbrio e controle impressionantes em todas as superfícies, especialmente neve e gelo.

O botão Super Track Pak do Challenger GT ativa o Dodge Performance Pages. Ele proporciona uma série de informações na tela de toque de 8,4 polegadas do sistema Uconnect.

Medições de desempenho, indicadores de força G e tempos de volta em pista podem ser monitorados, e até mesmo espelhados, na tela colorida de 7 polegadas de TFT localizada no quadro de instrumentos.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: