Honda traz Mclaren 2016 ao Salão do Automóvel

Honda Mclaren 2016

A Honda está exibindo, no Salão do Automóvel, o McLaren-Honda MP4-31, atual carro de Fórmula 1 da marca. O bólido acelera um eficiente motor 1.6 V6 turbo que tem rotação máxima de 15.000 rpm e potência de 600 cavalos.

O modelo é pilotado pelo espanhol Fernando Alonso e pelo britânico Jenson Button.

Autodromo Nazionale di Monza, Italy. Saturday 03 September 2016. World Copyright: Steven Tee/LAT Photographic ref: Digital Image _R3I5893 Mclaren Honda 2016

O motor do Mclaren

A motorização tem tecnologia híbrida, que reaproveita energia gerada durante a prova por meio de Motores Geradores (MGU). Essa energia é transformada em potência adicional, que pode ser usada durante a corrida.

Honda Mclaren 2016

O calor gerado pelo escapamento é convertido em energia e proporciona desempenho extra para o motor. Já a energia cinética é convertida em eletricidade e pode ser transformada em potência adicional pelo piloto.

Suzuka Circuit, Japan. Friday 07 October 2016. World Copyright: Andy Hone/LAT Photographic ref: Digital Image _ONZ3586

A Honda e a Fórmula 1

Com oito títulos mundiais, 44 vitórias, 53 pole positions e 30 recordes de volta, a parceria com a McLaren é uma das mais expressivas da Fórmula 1. Mas a história da marca com a competição traz outros momentos memoráveis, destacados abaixo:

1964 – Estreia da Honda na Fórmula 1 com o RA271 foi o primeiro carro japonês a competir na Fórmula 1, equipado com um motor 1.5 V12

1965 – Primeira vitória da Honda na competição, com o piloto estadunidense Richie Ginther

1968 – Honda deixa a Fórmula 1 para se focar no desenvolvimento de automóveis de rua

1983 – A marca retorna às competições de Fórmula 1, fornecendo motores para diversas equipes. Até 1992, os carros equipados com motores da marca acumularam 71 vitórias na competição

1987 – Fornecendo motores para a Lotus e Willians, a Honda conquista os campeonatos de pilotos e de construtores

1988 – O piloto brasileiro Ayrton Senna conquista o seu primeiro campeonato mundial

1992 – Honda deixa de fornecer motores para a Fórmula 1
2000 – Honda retorna a Fórmula 1 em parceria com a British American Racing (BAR)

2005 – Com a aquisição da BAR pela Honda, é criado o Honda Racing Fórmula 1 Team

2007 – Em uma atitude inédita a Honda adota um layout verde em seus carros, sem patrocinadores, para promover a filosofia da preservação ambiental

2008 – Focando na marca, a Honda deixa a Fórmula 1

2015 – A Honda retorna à Fórmula 1 tendo como parceira, novamente, a McLaren

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: